dataLayer = [{ 'Assinante': 'Não' }];

Indústria perde 10,5 mil empregos por conta da pandemia e vê queda de 20,8% do PIB do setor

Perspectiva foi apresentada pelo presidente da Fiec, Ricardo Cavalcante

A indústria cearense já demitiu mais de 10,5 mil pessoas desde o início da pandemia do novo coronavírus. Segundo o presidente da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec), Ricardo Cavalcante, a economia cearense ainda teve uma queda de 20,8% do PIB industrial no entre março e abril. 

Cavalcante afirmou que a pandemia surpreendeu todo o mundo e que vários postos de trabalho foram impactados, considerando os impactos econômicos causados pela situação de saúde. 

> Fiec elabora plano de retomada da indústria; resultado será levado a governos

"Perdemos 10,5 mil empregos de março para abril e do PIB industrial no Estado perdemos 20,8%, e isso representou a maior queda do setor no País", disse o presidente da Fiec. 

Cavalcante explicou que o resultado foi puxados pela redução a atividade econômica, destacando os impactos negativos dos setores de confecções, têxtil e calçados. 

Ele ainda afirmou que a expectativa é que os próximos meses também apresentem saldos negativos para a indústria. Mas espera um impacto menor por conta do início da fase de transição do plano de retomada da economia cearense. 

"O setor de calçados, de confecções e o têxtil foram muito impactados. São três grandes setores geradores de empregos e de valores altos. A gente espera que esse mês não mude tanto, mas com a entrada do plano de retomada isso deve amenizado", disse.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre negócios