FGTS Emergencial: R$ 12 bilhões não sacados voltam às contas de origem

Valores não foram movimentados até o prazo limite por 19 milhões de trabalhadores

Escrito por Redação,

Negócios
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

A Caixa informou, na quarta-feira (6), que R$ 12 bilhões de recursos do Saque Emergencial do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) retornaram às contas. Estes valores não foram movimentados até o prazo limite por 19 milhões de trabalhadores. Este dinheiro será devolvido às contas de origem com a devida correção monetária.

Há ainda 400 mil trabalhadores que solicitaram formalmente à Caixa para não receberem os valores de forma automática, o que representa em torno de R$ 300 milhões no Fundo. 

O pagamento de R$ 36,5 bilhões para 51,1 milhões de pessoas foi concluído ontem (5). Estes beneficiários receberam automaticamente ou solicitaram ao órgão até o dia 31 de dezembro.

A liberação do Saque Emergencial teve início em junho de 2020 com base na Medida Provisória 946/20 que designou o valor de R$ 1.045 por trabalhador com contas ativas e inativas do FGTS.