Comitê diz que não há impedimentos para Caio Paes de Andrade assumir a Petrobras

Ele foi indicado ao cargo por Jair Bolsonaro há um mês, mas a indicação esbarrou em trâmites legais

Escrito por Redação,

Negócios
Caio Mário Paes de Andrade
Legenda: O Governo Bolsonaro indicou Caio Mário Paes de Andrade para o cargo
Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Caio Mário Paes de Andrade avançou mais um degrau no caminho da indicação para a presidência da Petrobras nesta sexta-feira (24). O Comitê de Elegibilidade chegou a conclusão de que não há vedações para que o executivo assuma o comando da estatal.

A indicação de Paes de Andrade depende de deliberação do Conselho de Administração, segundo comunicado da Petrobras. As informações são do G1. Em maio, o executivo chegou a ser apontado como novo presidente.

Ele foi indicado ao cargo por Jair Bolsonaro há um mês. No entanto, trâmites legais impediram que a substituição fosse efetivada, e coube ao Comitê analisar a indicação. 

Caso assuma, Andrade será o quarto presidente da Petrobras indicado pelo Governo Bolsonaro. Ele substituiria José Mauro Coelho, que pediu demissão na segunda-feira (20), após se sentir pressionado pelo presidente por conta da alta dos preços. 

A estatual está sendo presidida interinamente pelo atual diretor de Exploração e Produção da companhia, Fernando Borges.

Quem é Caio Paes de Andrade?

Caio Paes de Andrade já foi subsecretário de desburocratização do Ministério da Economia. Ele é formado em Comunicação Social pela Universidade Paulista, tem pós-graduação em Administração e Gestão pela Harvard University e é Mestre em Administração de Empresas pela Duke University.

Paes também já esteve à frente da plataforma “Gov.br”, atribuição da Secretaria Especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital do Ministério da Economia.