Com dívida de R$ 1 milhão, Floresta Bar pede doações para não fechar as portas

Há 12 anos no mercado, restaurante tem enfrentado dificuldades para manter operações diante da crise

Legenda: Com mais de uma década de história, Floresta Bar tem buscado estratégias para manter o negócio em meio aos efeitos da pandemia
Foto: Divulgação/Floresta Bar

O restaurante e pizzaria Floresta Bar iniciou uma campanha nas redes sociais para quitar dívidas adquiridas após o início da pandemia e de medidas restritivas para evitar a disseminação da Covid-19. O montante chega a R$ 1,1 milhão, segundo a empresa. 

Em post publicado no Instagram, o restaurante afirmou que a operação ficou inviável com a limitação do horário de funcionamento dos bares e restaurantes no Ceará, que hoje podem funcionar entre 10h às 16h (12h às 18h, se em shoppings).

Floresta Bar
Legenda: Antes da pandemia, o grupo informou que funcionava com 180 funcionários e nenhuma dívida
Foto: Reprodução/Instagram

Junto a isso, o acúmulo de empréstimos, contas e impostos atrasados resultaram em uma dívida de R$ 1.138.000,00. “Mesmo com todos os esforços, nos últimos dois meses tivemos que atrasar impostos (coisa que nunca fizemos), e não conseguimos pagar sequer a energia. Então, apesar de muito constrangedor, a única solução que encontramos foi pedir ajuda”, informou a direção da empresa. 

A campanha “Não deixe o Floresta morrer” pede a colaboração dos mais de 99 mil seguidores, para que contribuam com um valor de R$ 11,38. Até a manhã desta segunda-feira (22), o post tinha mais de 32 mil visualizações e mais de mil comentários. 

"Obviamente não acreditamos que conseguiremos todo esse dinheiro, mas qualquer ajuda é muito bem-vinda! Sabemos que a situação está complicada para a maioria”. 

Veja o vídeo da campanha

Efeitos da pandemia

Com mais de 11 anos de funcionamento, o empreendimento, localizado na avenida Santos Dumont, na Aldeota, contava com duas casas, o Floresta Bar e o Floresta Brasil. Antes da pandemia, o grupo informou que funcionava com 180 funcionários e nenhuma dívida. 

“Hoje estamos com 75 funcionários e vivendo apenas de delivery. Mas não é o suficiente para sustentar a nossa estrutura, e os 40 funcionários que estão em casa sem poder trabalhar, porque são do turno da noite. É como colocar um elefante para andar de patins com um só pé!”, informou no post. 

Desde 2020, a empresa informa ter adotado várias medidas para continuar em funcionamento, entre elas o aperfeiçoamento do serviço de delivery, passando a produzir e entregar refeições caseiras congeladas, e trazendo a estrutura do Floresta Brasil, que antes funcionava na Varjota, para o Floresta Bar, na Aldeota. 

Canais de doação 

Os interessados em participar da campanha podem fazer doações pelo Pix: CNPJ: 11.696.355/0002-64 (Razão Social Floresta Restaurantes LTDA). Além disso, também é possível comprar o produto “Não deixe o Floresta morrer” no site www.florestadelivery.com.br. 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre negócios