Cearense criador da Troller lamenta fechamento de fábrica: "esse carro nasceu de um sonho"

Rogério Farias criou a marca de utilitários off-road em 1995, mas acabou se distanciando após a venda de parte da sociedade em 2008. Hoje, possui uma fábrica de elevadores

Legenda: "Eu lamento muito a decisão da Ford de parar as operações no Brasil. Mas não se pode fazer muita coisa. A gente tem de seguir em frente", disse Farias
Foto: Natinho Rodrigues

A notícia da saída da Ford do Brasil surpreendeu todo o mercado brasileiro. Mas a decisão da montadora, que envolve o fim das operações da fábrica da Troller em Horizonte, também causou tristeza em Rogério Farias, criador da marca de veículos utilitários off-road.

"Eu lamento muito a decisão da Ford de parar as operações no Brasil. Mas não se pode fazer muita coisa. A gente tem de seguir em frente", disse Farias. 

"É uma pena muito grande porque é uma empresa que nasceu aqui. Na época que eu criei, era um sonho meu e serviu de exemplo no Brasil inteiro de pessoas que gostariam de fazer algo parecido. Foi um sonho que realizei, mas não temos culpa do que aconteceu com a Ford", completou. 

Distanciamento

Rogério acabou se distanciando da Troller nos últimos anos, principalmente após a venda da participação na empresa para outro sócio em 2008. A venda para Ford, disse, aconteceu anos depois, quando ele já estava afastado da direção. 

Apesar de não ter mais relações com a Troller, além da criação da marca e dos primeiros modelos em 1995, Rogério Farias revelou o desejo de que outra marca possa comprar a fábrica em Horizonte para dar continuidade à produção. 

"Eu espero que tenha alguém que queira recuperar e fazer a situação melhorar por lá. Esse carro, que foi criado de um sonho, já foi campeão mundial duas vezes de rali na Europa por dois anos consecutivos, competindo com o mundo inteiro", revelou Farias. 

"O Troller sempre ficou nas primeiras colocações representando o Brasil em competições como o rali Paris-Dakar", lembrou.

Foto: Natinho Rodrigues

Novo empreendimento

Atualmente, Rogério Farias é proprietário de uma fábrica de elevadores industriais e de acessibilidade localizada na BR-116. Ele comentou que se distanciou da Troller quase completamente.

Os contatos com os funcionários da fábrica em Horizonte não são mais tão constantes e o único momento em que ele se conecta à marca é nos passeios que faz nos fins de semana, ou ao dirigir o carro até o trabalho. 

"Eu criei um carro que as pessoas se apaixonaram, e aí cada um viveu uma coisa boa diferente. Esses carros foram feitos com todo carinho e amor, e isso fez dar certo. Eu pensei em fazer esses carros imaginando que ia durar 10 anos, mas ele dura até hoje. Mas meu contato com ele, atualmente, é só quando eu saio para dirigir mesmo", disse o criador do Troller.

Legenda: Fábrica da Troller em Horizonte
Foto: Thiago Gadelha

Carros elétricos

Apesar do distanciamento do mundo da produção automobilística, Rogério Farias revelou que ainda tem planos de lançar um novo carro. Dessa vez, porém, a ideia seria desenvolver um modelo elétrico. 

"Eu estou focado em outros projetos. E se eu fosse fazer um carro, eu faria um elétrico. Eu tenho algumas coisas já planejadas, mas o problema é que os investimentos são altos demais e eu não tenho condição de fazer isso sozinho agora", contou.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre negócios