Nego do Borel comenta expulsão de A Fazenda 13 após suspeita de estupro: 'não tive maldade'

Artista é investigado por suspeita de cometer abuso sexual contra modelo Dayane Mello

Escrito por Redação,

Zoeira
Nego do Borel derramando lágrima em vídeo com desabafo
Legenda: Artista divulgou vídeo chorando e desabafando após expulsão de "A Fazenda 13"
Foto: reprodução/Instagram

O cantor Nego do Borel se pronunciou, na noite deste domingo (26), após a expulsão do reality show A Fazenda 13, da Record TV. Ele foi retirado do confinamento após ter supostamente cometido abuso sexual contra a modelo Dayane Mello na madrugada do sábado (25). Segundo o artista, ele foi "injustiçado" pela decisão.

Em vídeo publicado no Instagram, o artista conta que está em casa, no Rio de Janeiro, e diz não saber mais o que fazer da vida.

"Durante esses meses, do começo do ano para cá, eu venho sendo acusado de várias coisas", comentou, enumerando denúncias de ter um fuzil escondido em casa, passado HPV à ex-namorada, Duda Reis, e ter R$ 2 milhões em espécie na residência e racismo.

"Venho da favela, sou preto, meus amigos todos pretos, minha família preta, meu pai preto… Enfim, não tem nem argumento pra isso", considerou ele, pontuando sentir ser vítima de racismo — para Borel, a voz dele "não tá valendo de nada". "Eu venho provando o contrário, e as pessoas vêm me atacando".

Ele argumenta que, nos casos do fuzil, da doença e do dinheiro ilícito, não conseguiu o mesmo espaço para provar inocência mesmo com posicionamentos da Polícia. No mesmo bojo de acusações, ele inclui o estupro, o qual, segundo ele, não foi constatado pelas autoridades de segurança. "Mesmo assim venho sendo atacado, minha família vem sendo atacada”, emendou.

Expulsão do reality

Na sequência, ele envereda pelo assunto A Fazenda 13, citando uma "pessoinha" que ficou fora do programa. "Não sei porque essa pessoinha não segue a vida dela. Não sei por que ela levanta pautas, fala do meu nome, falo sobre mim, sendo que, sempre quando toco nessas questões que nós vivemos lá atrás, eu toco pra me justificar, conversar e explicar mais ou menos o que aconteceu olhando no olho das pessoas".

Em seguida, ele comenta sobre Dayane, descrita como maravilhosa, gentil e simpática, citando envolvimento e afinidade durante a atração e dizendo não entender o motivo das acusações. "Eu não tive maldade", afirma ao pedir perdão à mãe, às tias e às mulheres que se sentiram incomodadas.

"Vocês podem ver na filmagem que quando ela fala não, vou dormir. Não faço mais nada. A gente não transa, eu não forço nada, simplesmente vou dormir. Não entendi nada porque acordei na minha casa. Até agora tô tentando assimilar tudo o que aconteceu".

Assuntos externos

Para ele, os assuntos de fora do confinamento atrapalharam a permanência dele no programa, o que o deixou triste mesmo com a companhia da família. "Estou triste pra caralho, não sei mais o que faço, falo, minha palavra não tem importância, não tem relevândia. Tudo o que eu faço as pessoas não escutam", enfatiza, retomando posicionamentos da Polícia.

Segundo o artista, a modelo fala, em momento na piscina, que quer dormir com ele de novo, e ambos se abraçam, mas isso não é considerado.

"Vou acabar tirando a minha vida, não estou blefando. Estou falando isso do fundo do coração. Estou sendo taxado como bandido, como criminoso", diz, afirmando que vem sofrendo "porradas" de todo mundo, inclusive de amigos.

"Sou ser humano. Eu não estou aqui me vitimizando. Não sou santo, não; já falei que tenho meus problemas, estou cuidando. Sou um cara explosivo, intensivo, impaciente às vezes", ressalta, dizendo não ser perfeito. "Se eu fosse um bandido, tudo o que eu fui acusado, era pra eu estar preso".

Após se exaltar mais uma vez, o artista retoma as alegações de racismo, pontuando que até a mãe e a avó têm sofrido ameaças. "As pessoas não querem saber; elas querem me julgar", salienta, concluindo que perdeu "mais uma vez" e indo às lágrimas em seguida.

Entenda o caso

A troca de carícias entre Nego do Borel e Dayane Mello embaixo do edredom após a segunda festa do programa, na madrugada do sábado, gerou revolta nas redes sociais

Internautas apontam que ela estava sob efeito de álcool, momento em que o cantor teria se aproveitado da situação. A equipe da modelo considerou o ato como "inaceitável". Em vídeos, é possível ouvir barulhos que seriam gemidos do cantor. Em outro, Dayane chega a falar "para".

Ao acordar no sábado, Dayane Mello conversou com a fazendeira Erika Schneider e disse não lembrar do que ocorreu após a festa, como a queda que a deixou com um hematoma

“Não sei o que aconteceu aqui, mas eu tô com uma dor imensa, tem um roxo aqui. (…) De novo eu aprontei nessa festa… não vou nem perguntar pra ninguém o que eu fiz, senão vem a depressão", afirmou a peoa.