Mais 500 mil doses da vacina CoronaVac chegam ao Instituto Butantan

A vacina contra o coronavírus é produzida pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Instituto Butantan

Legenda: Quinto lote de doses da Coronavac chegou a São Paulo na manhã desta segunda-feira
Foto: Governo do Estado de São Paulo

O quinto lote de doses da Coronavac chegou a São Paulo na manhã desta segunda-feira (28). As 500 mil doses prontas chegaram de avião ao Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, na Grande São Paulo. A aeronave, que veio da China, pousou por volta das 11h40. 

A vacina contra o coronavírus é produzida pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Instituto Butantan. Outro carregamento com mais 1,5 milhão de doses deve chegar na próxima quarta-feira (30), totalizando o recebimento de 10,6 milhões de doses até o fim de dezembro.

O primeiro lote com 120 mil doses chegou ao Brasil no dia 19 de novembro. O segundo carregamento, com 600 litros a granel do insumo, correspondente a um milhão de doses, desembarcou em 3 de dezembro. Já a terceira remessa, com 2 milhões de doses, foi recebida em 18 de dezembro.

São Paulo prevê início de vacinação contra a Covid-19 para janeiro

Acordo entre Ceará e Butantan prevê chegada de 2 milhões de doses da vacina contra Covid em janeiro

Maior lote de imunizantes

Na véspera de Natal (24), São Paulo recebeu a maior carga de 5,5 milhões de doses composta por 2,1 milhões na forma pronta para aplicação e mais 2,1 mil litros de insumos, correspondentes a 3,4 milhões de doses que vão ser envasadas na fábrica do Butantan. A carga com o maior lote de imunizantes foi recebida no Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas, no interior do estado.

O governo de São Paulo anunciou na quarta-feira (23) que a CoronaVac é eficaz, mas adiou novamente a divulgação dos resultados da terceira fase de testes. A comprovação da eficácia é necessária para que a vacina seja aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Quero receber conteúdos exclusivos do Dias Melhores