Prefeitura de Maracanaú executa obra de ação emergencial no Anel Viário; veja vídeo

Obra está sendo realizada em frente à entrada do bairro Pajuçara

Escrito por Raísa Azevedo e Leábem Monteiro,

Ceará
Obras de ação emergencial no Anel Viário, em frente à entrada do bairro Pajuçara
Legenda: O trecho é alvo de frequentes reclamações de moradores e motoristas que transitam pela região
Foto: VC Repórter

A Prefeitura de Maracanaú executa uma ação emergencial no Anel Viário, em frente à entrada do bairro Pajuçara, nesta sexta-feira (27). O trecho, que se encontra praticamente intransitável devido aos buracos, é alvo de frequentes reclamações de moradores e motoristas que trafegam pela Região Metropolitana de Fortaleza.

As equipes da Secretaria de Infraestrutura, Mobilidade e Desenvolvimento Urbano (Seinfra) de Maracanaú estão trabalhando para amenizar a situação.

Assista ao vídeo das obras:

Raspagem de asfalto

Em trecho do Anel Viário, está sendo aplicado um material de fresagem (raspagem de asfalto) que foi retirado das principais avenidas da Cidade. A ação emergencial no Anel Viário permitirá a retomada do tráfego, até que a obra seja executada pelo Governo do Ceará e o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). 

Recuperação

O prefeito de Maracanaú, Roberto Pessoa esteve, na última quarta-feira (25) em Brasília, para solicitar ao Dnit a recuperação do Anel Viário, sobretudo no trecho localizado na Pajuçara.

De acordo com o prefeito, também foi solicitada ao Governo do Ceará, responsável por convênio pela execução da obra, uma intervenção imediata, pois o Dnit informou que os recursos para reparação da rodovia já foram repassados pelo Governo Federal.

Na última segunda-feira (23), em entrevista ao Sistema Verdes Mares, a governadora Izolda Cela informou que o Estado está elaborando um plano de recuperação das rodovias no Ceará. Sobre o Anel Viário, ela reconheceu a importância da via e reforçou a concordância entre Estado e União para execuções de reparos na via. "Exatamente para que nós possamos ter uma maior agilidade e poder entregar em boas condições", relatou.

"É uma estrada sensível que com certeza afeta um trânsito intenso, pesado, que merece essa atenção do Estado. Por isso, a gente trouxe para nós essa responsabilidade, para procurarmos trabalhar bem para sermos mais efetivos", ressaltou Izolda.