Produtos e serviços ficam 7% mais caros

Escrito por Redação ,

A variação média dos preços de produtos e serviços comumente procurados para a celebração do Dia da Criança ficou abaixo da inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor, calculado pela Fundação Getúlio Vargas (IPC/FGV).

>Dia da Criança vai girar R$ 162 mi no varejo da Capital

Entre outubro do ano passado e setembro de 2016, as despesas com lazer e com presentes relativos à data tiveram variação média de 7,19%, enquanto a inflação calculada pela FGV acumulada em igual período ficou em 8,10%.

A análise por grupo de despesa revela que nenhum deles superou a inflação média. A variação dos preços das "despesas com lazer" apresentou alta de 7,38%. Nesse grupo, a maior taxa foi verificada para salas de espetáculo (cinema, show e teatro), a 13,56%, e, a menor, para excursão e tour (0,58%).

Presentes

Já para o grupo "despesas com presentes", cuja alta média dos preços foi de 7,51%, a maior alta foi registrada para bicicleta (13,26%) e, a menor, para vídeo games (1,73%). Por fim, nas "despesas com vestuário", os preços registraram o menor avanço nos últimos 12 meses (4,11%). As roupas infantis subiram 3,96% e os calçados, 4,55%.

Os destaques das últimas 24h resumidos em até 8 minutos de leitura.