Nova usina no Pecém será o 2º maior investimento da história do Ceará, anuncia Camilo

Termelétrica a gás injetará quase R$ 5 bilhões em investimentos. Só na construção, serão gerados 3 mil empregos

Escrito por Carolina Mesquita,

Negócios
Legenda: A ser implantado na Zona de Processamento de Exportação (ZPE), no Pecém, o empreendimento terá 1,5 GW e deve ser a maior termelétrica da América do Sul.
Foto: Carlos Marlon

O governador Camilo Santana anunciou oficialmente, na manhã desta sexta-feira (14), a construção de uma nova usina termelétrica no Estado.

Vencedora do último leilão da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), a empresa estadunidense Ceiba Energy, juntamente com a Ponte Nova Energia, que formam o consórcio Potocem, irá realizar um aporte de quase R$ 5 bilhões no projeto.

Segundo Camilo, a usina será o segundo maior investimento privado da história do Ceará, atrás apenas da Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP).

Durante a construção da usina, mais de 3 mil empregos devem ser gerados e outros 800 postos diretos e indiretos são previstos na fase de operação.

A ser implantado na Zona de Processamento de Exportação (ZPE), no Pecém, o empreendimento terá 1,5 GW e deve ser a maior termelétrica da América do Sul. 

Desenvolvimento

"Estamos felizes em receber o Emilio, CEO da Ceiba Energy, que foi a vencedora do último leilão para uma nova termelétrica aqui no Estado do Ceará. Estamos muito empolgados, porque isso significa desenvolvimento para o Ceará, emprego, renda, crescimento, que é o que nós mais estamos precisando", ressaltou Camilo.

Legenda: O anúncio foi feito pelas redes sociais durante visita do CEO da Ceiba Energy, Emilio Vicens ao Estado.
Foto: Reprodução

O anúncio foi feito pelas redes sociais durante visita do CEO da Ceiba Energy, Emilio Vicens ao Estado.

O executivo demonstrou entusiasmo com o projeto e prometeu acelerar os investimentos.

"Estou muito agradecido pela recepção do governo e só (gostaria de) dizer que estamos muito felizes por contar com gente dessa qualidade e poder investir em  um projeto com tantos ecursos e capacidade humana. Do nosso lado, estamos comprometidos em implantar (a usina) o mais rapido possível em benefício do Ceará e do Brasil", destacou.