Inflação de Fortaleza acelera em fevereiro e é a mais alta do País

O IPCA de Fortaleza acumulado no primeiro bimestre ficou em 1,85% com o resultado de fevereiro, configurando também o maior do Brasil nessa base de comparação

Cursos
Legenda: Em Fortaleza, tem "cursos regulares" apresentou inflação de 8,86% em fevereiro deste ano
Foto: José Leomar

A inflação de Fortaleza medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) acelerou e passou de 0,36% em janeiro para 1,48% em fevereiro deste ano, conforme divulgou nesta quinta-feira (11) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). É o maior resultado mensal entre todas as regiões metropolitanas do País que compõem o índice nacional.

O IPCA de Fortaleza acumulado no primeiro bimestre ficou em 1,85% com o resultado de fevereiro, configurando também o mais alto do Brasil nessa base de comparação. Nos últimos 12 meses encerrados em fevereiro, a inflação de Fortaleza já acumula variação de 6,55%.

A variação de 1,48% observada em Fortaleza é a maior para um mês de fevereiro desde 2003, quando o índice foi de 2,04%.

Em fevereiro de 2020, a inflação de Fortaleza havia marcado 0,80%.

Veja o ranking:

  1. Fortaleza: 1,48%
  2. Belém: 1,41%
  3. Brasília: 1,18%
  4. Rio Branco: 1,05%
  5. Aracaju: 1,05%
  6. Vitória: 1,00%
  7. Salvador: 0,93%
  8. Curitiba: 0,92%
  9. Campo Grande: 0,92%
  10. Porto Alegre: 0,86%
  11. São Luís: 0,83%
  12. São Paulo: 0,83%
  13. Recife: 0,77%
  14. Goiânia: 0,76%
  15. Belo Horizonte: 0,73%
  16. Rio de Janeiro: 0,38%
  17. Brasil: 0,86%

Educação puxa alta

Ao divulgar os resultados, o IBGE destacou o impacto do reajuste na taxa de água e esgoto em Fortaleza. Além disso, também pontuou o efeito da alta do item "cursos regulares", de 8,86%, na alta da inflação em fevereiro.

Observando os grupos de produtos e serviços em Fortaleza, o resultado mais expressivo em fevereiro foi observado no grupo Educação, com alta de 7,42%. Em seguida, aparece o grupo Transportes, com alta de 2,09%.

Brasil

No País, a inflação de fevereiro ficou em 0,86% - 0,6 ponto percentual acima da taxa de janeiro (0,25%). Foi o maior resultado para um mês de fevereiro desde 2016, quando o IPCA havia alcançado 0,90%.

Com o resultado do segundo mês do ano, em 2021, o índice acumula alta de 1,11%. Nos últimos 12 meses, a variação chega a 5,20%, acima dos 4,56% observados nos 12 meses imediatamente anteriores. Em fevereiro de 2020, a variação havia sido de 0,25%.

Grupos de produtos e serviços

Considerando o índice nacional, oito dos nove grupos de produtos e serviços investigados apresentaram alta em fevereiro, com destaque para Educação (2,48%) e Transportes (2,28%). De acordo com o IBGE, juntos, esses dois grupos contribuíram com cerca de 70% do resultado do mês.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre negócios