Governo do Ceará vai distribuir vale-alimentação de R$ 80 para 423 mil alunos da rede estadual

Somada às outras ações de pagamento de energia, isenção de taxas de água e esgoto e doação de botijões de gás, já são 2,5 milhões de pessoas beneficiadas

Legenda: Informação foi dada pelo governador em transmissão feita na tarde desta quinta-feira, nas redes sociais
Foto: FOTO: REPRODUÇÃO FACEBOOK

Os alunos da rede estadual de ensino serão os próximos beneficiados pelas ações do Governo do Estado no combate à crise gerada pelo coronavírus. O governador Camilo Santana informou que 423 mil estudantes deverão receber vale-alimentação de R$ 80.

"Vamos distribuir 423 mil vale-alimentação aos alunos da rede pública estadual. Por conta das escolas estarem fechadas e não estarem oferecendo alimentação a esses alunos, nós vamos distribuir esses cartões", declarou.

Valor será dividido em duas parcelas e investimento total chega a R$ 40 milhões, segundo informou Camilo.

> Governo do Estado já investiu mais de R$ 215 milhões no combate a pandemia do coronavírus
> Governo Federal libera saque de R$ 1.045 do FGTS
> Auxílio emergencial: veja calendário de saques, inscrições e condições

A informação foi dada na tarde desta quinta-feira em transmissão que o governador do Ceará costuma fazer nas redes sociais.

"Sempre preocupados em duas linhas e também em ações sociais, na preocupação com as pessoas mais pobres, que mais precisam, reinterou sobre o objetivo do Governo, e citou os 2,8 milhões de cearenses que terão direito ao auxílio emergencial de R$ 600, que começou a ser pago pelo Governo Federal hoje.

> Brasil registra 141 novas mortes pelo novo coronavírus em 24 horas

Mais equipamentos ainda hoje

Governador ainda voltou a conversar com o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, falando da necessidade de apoio do Ministério. "Ele se colocou totalmente à disposição do Estado do Ceará e prometeu enviar equipamentos ainda hoje para o Ceará", afirmou.

A compra de equipamentos tem sido a grande preocupação do Estado, segundo Camilo. A curva crescente de casos confirmados foi destacada pelo governador por estar testando 400 pessoas por dia e ainda mencionou a meta de realizar mil testes diários.

Gente na rua

A preocupação de feriado da Semana Santa foi lembrado por Camilo, mas com o cuidado de permanecer em casa. O não respeito ao isolamento social em vários locais do Estado foi mencionado por ele.

"Eu tenho visto muita gente na rua, que acha que isso não é sério e não vai acontecer com ele. Eu faço um alerta: ficar em casa é proteger você e sua familia. O melhor caminho para previnir, além dos cuidados de higienização, é o isolamento social. E quando saírem saiam protegidos", observou o governador.