Fortaleza lidera em arrecadação no NE

De janeiro até ontem, os contribuintes da Capital cearense pagaram R$ 2,12 bilhões em tributos

Legenda: O valor arrecadado na Capital cearense contribui para que o Estado do Ceará figure na terceira colocação do Nordeste entre os que mais arrecadaram impostos desde o início do ano, conforme dados do Impostômetro
Foto: FOTO: MARÍLIA CAMELO

De janeiro deste ano até agora, os contribuintes de Fortaleza já pagaram cerca de R$ 2,12 bilhões em impostos, o maior valor entre as noves capitais da região Nordeste. Na segunda e terceira colocações aparecem Salvador e Recife, com R$ 1,85 bilhão e R$ 1,46 bilhão, respectivamente. Os dados são do Impostômetro, ferramenta online que registra os tributos pagos pela população brasileira nas três esferas do governo: federal, estadual e municipal.

Com o valor arrecadado em impostos pela Prefeitura de Fortaleza, de acordo com o Impostômetro, seria possível construir mais de 152.589 salas de aula equipadas; pagar a conta de luz de todos os brasileiros por 141 meses; fazer mais de 1.831 Km asfaltado de estradas; erguer mais de 7.312 postos de saúde equipados; e pagar mais de 2.672.288 salários mínimos, por exemplo.

Para o advogado e professor de Direito Tributário, Erinaldo Dantas, o fato de Fortaleza liderar a arrecadação de impostos entre as capitais nordestinas pode estar ligado à combinação de dois fatores. "Talvez, a nossa economia caiu menos em relação a Salvador e Recife. E, ao mesmo tempo, nosso turismo ficou bem na comparação com as outras capitais da região, favorecendo a arrecadação municipal direta e indiretamente", afirma.

Ceará

Em relação aos estados nordestinos, o Ceará aparece na terceira colocação do ranking (R$ 5,93 bilhões), atrás da Bahia (R$ 13,20 bilhões) e de Pernambuco (R$ 8,09 bilhões). Segundo o Impostômetro, os tributos recolhidos pelo governo estadual permitiriam, por exemplo, a contratação de mais de 440.435 professores do ensino fundamental por ano; a construção de mais de 167.869 casas populares de 40 metros quadrados; a compra de mais de 72.987 ambulâncias equipadas; a construção de mais de 63.864 Km de redes de esgoto; e o fornecimento de mais de 41.968.059 bolsas família.

Brasil

Os brasileiros já pagaram R$ 940,71 bilhões em tributos neste ano. O Impostômetro foi criado em 2005 pela Associação Comercial de São Paulo (ACSP) e pelo Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT). Os valores podem ser acompanhados pelo site www.Impostometro.Com.Br. "A carga tributária do Brasil é opressiva e só ajuda a agravar a atual crise econômica no País, diminuindo ainda mais a nossa competitividade", acrescenta Erinaldo Dantas.

Painel na Capital

Em maio do ano passado, a Ordem dos Advogados do Brasil Secção Ceará (OAB-CE), em parceria com a Faculdade Maurício de Nassau e a Associação dos Jovens Empresários (AJE), inaugurou um painel do Impostômetro em Fortaleza.

Inicialmente, o equipamento foi instalado na Escola Superior de Advocacia (ESA), no cruzamento das avenidas Pontes Vieira e Senador Virgílio Távora. Atualmente, o painel está localizado na nova sede da OAB-CE, na Avenida Washington Soares.

2

Quero receber conteúdos exclusivos sobre negócios