Em visita a data center, Camilo projeta dois novos cabos de fibra ótica no Ceará

Perguntado sobre outras iniciativas e negociações de atração de empresas para o Ceará no setor de tecnologia, o chefe do Executivo estadual afirmou que poderão ser anunciadas novidades em breve

Legenda: "Somos o segundo maior ponto de recebimento de cabos submarinos do mundo, com 16, e já temos perspectiva de receber mais 2 para chegar a 18, mas esse cabo que liga a Europa ao Brasil é significativo", disse Camilo.
Foto: Thiago Gadelha

O governador Camilo Santana visitou as instalações da Cable Landing Satition (CLS), ponto de ancoragem dos cabos da Ellalink, na praia do futuro, e confirmou que o Ceará poderá receber ainda mais dois cabos de fibra ótica, que já estão em negociação com o Estado. A visita, que aconteceu na manhã desta sexta-feira (17), contou com a presença dos secretários de desenvolvimento econômico e trabalho, Maia Júnior, e ciência e tecnologia, Inácio Arruda

"Ficamos muito felizes porque esse é o primeiro cabo a ligar o continente europeu ao Brasil, e ele deve reduzir a latência de transmissão de dados e voz em 50%, algo que é muito importante nesse momento de pandemia, que acelerou esse processo digital. Um investimento de R$ 1 bilhão", disse Camilo Santana. 

"Somos o segundo maior ponto de recebimento de cabos submarinos do mundo, com 16, e já temos perspectiva de receber mais 2 para chegar a 18, mas esse cabo que liga a Europa ao Brasil é significativo", completou.

Negociações em andamento

Perguntado sobre outras iniciativas e negociações de atração de empresas para o Ceará no setor de tecnologia, o chefe do Executivo estadual afirmou que poderão ser anunciadas novidades em breve, mas não deu prazos para os novos anúncios. 

Há alguns anos, o Governo do Estado vem negociando com a Amazon Web Services (AWS), braço de tecnologia e armazenamento em nuvem da norte-americana Amazon, para ter um novo data center no Ceará. As tratativas, no entanto, esfriaram durante a pandemia.

A gente tem incentivado e estimulado para que as empresas de tecnologia e data center venham para o Ceará e saiam dessa concentração que existe no Sudeste. Temos feito negociações, sim, mas não queremos antecipar, mas há, sim, a possibilidade da Amazon (Web Services) estar aqui no Ceará, e isso será um passo importante", afirmou. 
Camilo Santana
governador do Ceará

A perspectiva foi confirmada pelo secretário de desenvolvimento econômico do Estado. Maia Júnior disse que o acordo com a AWS pode estar próximo e enalteceu outros investimentos confirmados nas últimas semanas, como o novo centro de distribuição da própria Amazon.  

"Temos uma estratégia de trabalhar com essas empresas de mercado. Estamos próximos, e houve uma decisão importante porque a Amazon já instalou um centro de transformação digital, qualificando pessoas. E temos um centro de distribuição da Amazon na parte de varejo que deve iniciar operações em agosto", disse Maia Júnior.

Legenda: Visita contou com a presença dos secretários Maia Júnior (desenvolvimento econômico) e Inácio Arruda (ciência e tecnologia)
Foto: Thiago Gadelha

Projeto de capacitação

Além das negociações em andamento, Maia Júnior confirmou que o Governo do Estado deverá anunciar novos programas de capacitação de mão de obra para o setor de tecnologia da informação para abastecer esse novo mercado que vem se fortalecendo no Ceará. 

O trabalho vem sendo organizado em parceria com o secretário de ciência e tecnologia Inácio Arruda e tem o objetivo de projetar o Ceará como principal mercado de tecnologia da informação do Nordeste. 

"O governador deve lançar no futuro um programa de capacitação de mão de obra. Serão dois grandes programas porque queremos ser o maior estado na região Nordeste nesse mercado de telecomunicações e informação digital", projetou. 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre negócios