Consórcio vence licitação do bonde elétrico de Fortaleza por R$ 115 milhões

Grupo formado por quatro empresas venceu licitação para construção e implementação do projeto cultural e turístico

Vista aérea orla Fortaleza
Foto: Fernanda Siebra

A Secretaria da Infraestrutura do Ceará (Seinfra) divulgou nesta sexta-feira (12) o vencedor da licitação para construção e implementação do Bonde Elétrico Cultural e Turístico de Fortaleza. Por R$ 115,9 milhões, o consórcio MPE/Temoinsa/MOB/Comol, formado pelas empresas MPE Engenharia e Serviços, Temoinsa do Brasil, Mob- Railway Tecnologia Engenharia e Comol Construções e Consultoria Moreira Lima, será o responsável pelo projeto.

Caberá ao consórcio vencedor a implantação do projeto desde a aquisição do material rodante e obras civis até o desenvolvimento dos projetos executivos de arquitetura, engenharia e sistemas, e operação assistida do equipamento.

Percurso do bondinho

O bodinho percorrerá um percurso de 2,1 quilômetros com quatro paradas, iniciando o trajeto no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, passando pelo Mercado Central e Estação das Artes, e encerrando o passeio no Theatro José de Alencar.

print

Outros equipamentos históricos e culturais, que estão nas proximidades das estações,  também poderão ser acessados, como a Biblioteca Estadual do Ceará, Teatro São José, casario histórico da Avenida Pessoa Anta, Forte de Nossa Senhora da Assunção, Catedral da Sé, Passeio Público e Emcetur.

O bonde, no estilo Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), será movido a energia elétrica e terá capacidade para transportar, em média, 230 pessoas por viagem. Outro diferencial do bonde será a presença de janelas panorâmicas que permitam a observação da vista durante o trajeto.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre negócios

Assuntos Relacionados