Como saber se a empresa deposita corretamente meu FGTS?

A empresa é obrigada a depositar, todos os meses, o FGTS para cada um dos seus funcionários. O valor corresponde a 8% do salário

Escrito por Redação,

Negócios
FGTS
Legenda: Você poderá verificar o saldo de todas as contas vinculadas ao seu Fundo de Garantia, desde o primeiro depósito
Foto: Fabiane de Paula

Em 2020, o Governo Federal liberou o saque às contas do FGTS, de valores até R$ 1.045, para minimizar os impactos da pandemia de covid-19.  

No entanto, cerca de 7 milhões de brasileiros descobriram que os empregadores não haviam efetuado os depósitos.  

Por isso, é necessário que o trabalhador precisa conferir a conta do FGTS a fim de observar alguma irregularidade. Veja abaixo como fazer a consulta e o que fazer caso verifique problemas.  

A empresa deve depositar o FGTS do trabalhador corretamente  

A empresa é obrigada a depositar, todos os meses, o FGTS para cada um dos seus funcionários. Vale lembrar que o valor corresponde a 8% do salário deve ser depositado em conta bancária vinculada ao FGTS. 

Além disso, o depósito deve ser feito até o dia 7 de cada mês, quando este não for um dia útil, o recolhimento deve ser antecipado. 

Veja como consultar o saldo do seu FGTS  

Você poderá verificar o saldo de todas as contas vinculadas ao seu Fundo de Garantia, desde o primeiro depósito. Veja quatro formas de consultar: 

  • Cadastre-se no site da Caixa.  Será preciso o número do seu NIS (PIS / PASEP) e uma senha e veja o extrato na opção FGTS; 
  • Outra forma, também é possível baixar o aplicativo FGTS, disponível para iOS, Android e Windows Phone, e acompanhar seu extrato; 
  • O extrato do FGTS também pode ser enviado por SMS. Faça o cadastro no site da Caixa e receba mensalmente pelo celular; 
  • Também é possível verificar nas agências da Caixa Econômica Federal. No entanto, não é recomendado ir até o local por conta das medidas sanitárias contra a covid-19. 

 

Além disso, você também pode conhecer seu saldo do Fundo de Garantia inativo no site do Governo Federal. Basta informar o número do NIS ou CPF e a data de nascimento. O resultado sai na hora. 

O que fazer se o empregador não estiver pagando seu FGTS? 

Com o extrato em mãos, você poderá ver todos os depósitos realizados. Repare nas datas dos depósitos e compare com o período de trabalho em cada empresa. Caso encontre alguma divergência: 

  • Entre em contato com a empresa e busque um acordo para regularizar a situação; 
  • Se a empresa recusar o acordo, denuncie-a junto ao Ministério do Trabalho; 
  • Vá à Superintendência Regional do Trabalho com o extrato da conta vinculada para comprovar as falhas;  
  • Outra forma de resolver a situação é procurar o sindicato da sua categoria ou o Ministério Público do Trabalho; 

 

Se a empresa faliu ou não existe mais, é preciso entrar com uma ação na Justiça do trabalho para requerer o pagamento do FGTS devido.