Comissão da Câmara aprova projeto de 14º salário para aposentados do INSS

Com alteração pela Comissão de Seguridade Social e Família, o benefício seria pago até 2023

Legenda: Beneficiários podem receber valor duplicado
Foto: Shutterstock

A Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados aprovou nessa quarta-feira (22) projeto de lei que prevê o pagamento de um 14º salário para aposentados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). As informações são do Agora da Folha de São Paulo. 

A proposta ainda será analisada por outras duas comissões da Câmara: de Finanças e Tributação, e de Constituição e Justiça e de Cidadania. Caso seja aprovada, o texte segue para o Senado e, posteriormente, para sanção do presidente. 

A proposta original, PL 4.367/2020, do deputado Pompeo de Mattos (PDT-RS), é que aposentados e pensionistas recebam, em caráter excepcional um 14º salário referente aos anos de 2020 e 2021

Contudo, a relatora do tema e da comissão, deputada Flávia Morais (PDT-GO), incluiu um outro projeto, PL 5.641, do deputado Aureo Ribeiro (SD-RJ), que propõe o pagamento até 2023. 

“Considerando que a proposta [original] não foi examinada em 2020, já tendo expirado o prazo de pagamento previsto, entendemos que o benefício poderá ser pago na forma prevista pelo Projeto de Lei nº 5.641, de 2020, ou seja, do ano de promulgação da proposta até 2023”, escrever no parecer.

Projetos de lei 

Um outro projeto tramita no Senado, do senador Paulo Paim, que prevê que o benefício tenha o mesmo valor do 13º recebido pelo beneficiário. A proposta foi apresentada em julho de 2020.

O objetivo é apoiar os beneficiários que receberam o abono adiantado no início de 2021, mas, consequentemente, ficarão sem qualquer apoio financeiro no final do ano.

A proposta do deputado Pompeo de Mattos apresenta uma limitação no valor do auxílio. Os aposentados e beneficiários que recebem até 1 salário mínimo teriam direito ao auxílio no mesmo valor. Já aqueles que recebem entre 1 e 2 salários mínimos teriam direito a 1 salário + o valor proporcional à diferença entre o salário mínimo e o teto do INSS (R$ 6.433,57 em 2021).

Teriam direito ao benefício aposentados, pensionistas, beneficiários do auxílio-doença ou auxílio-acidente, beneficiários do auxílio-reclusão e beneficiários do auxílio-creche. 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre negócios