Ceará receberá 10 novas agências da Caixa Econômica até o fim do ano

Apesar da maior demanda do auxílio emergencial, quase metade (42%) das novas unidades no País serão voltadas para o agronegócio

Fachada da agência. Pessoas esperam do lado de fora
Legenda: Caixa vai reforçar quadro de profissionais em 2021
Foto: Camila Lima / SVM

O Ceará receberá 10 agências da Caixa Econômica Federal (CEF). A novas estruturas fazem parte da expansão da rede para 128 municípios brasileiros, com 130 novas unidades. Não há informações, porém, de quais cidades cearenses receberão o reforço. O prazo previsto para abertura é "até o fim do ano". 

A informação foi anunciada pelo presidente da instituição financeira, Pedro Guimarães. Segundo ele, serão 79 agências para atendimento ao público e 51 especializadas em agronegócio, que visam aumentar a capilaridade do banco, alcançando mais regiões do interior de cada estado brasileiro. As previstas para o Ceará serão de atendimento ao público.

No Nordeste, serão 43 novas unidades. Além do Ceará, estão nos planos: Bahia (3), Maranhão (19), Paraíba (1), Pernambuco (8) e Piauí (2).

A estimativa é atender um público de 28,6 milhões de pessoas em todo o País. 

Auxílio emergencial

A Caixa é responsável pelo pagamento do auxílio emergencial a cerca de 45 milhões de brasileiros, segundo o Governo. No ano passado, o número foi ainda maior: 67,9 milhões. Todo esse contingente teve poupança digital compulsória para receber o valor. 

No entanto, pessoas que não têm acesso à internet ou são analfabetas dependem somente da agência para obter informações sobre o benefício. 

Nesse contexto, as agências são cruciais para garantir o atendimento a essa parcela da população. Nesta quinta-feira (20), reportagem do Diário do Nordeste mostrou as dificuldades de obter o recurso por parte de pessoas em situação de vulnerabilidade social e econômica.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre negócios