Ceará já atraiu 16 investidores interessados em hidrogênio verde

Secretário do Desenvolvimento Econômico e Trabalho do Ceará, Maia Júnior, falou das perspectivas para o desenvolvimento econômico do Ceará durante fórum da AmCham

O Governo do Ceará atraiu 16 investidores, entre médio e grande porte, para uma das principais apostas do Estado para a economia nos próximos anos: o hub de hidrogênio verde. "Isso vai consolidar uma pauta relevante no Brasil", pontuou o titular da Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Trabalho (Sedet), Maia Júnior.

Ele falou sobre o assunto na manhã desta quinta-feira (16) durante o Fórum CE Avança, promovido pela AmCham Brasil.

"Nós fizemos uma boa atração, 16 empresas para investirem no Ceará é algo inédito, único", destacou o secretário. Ele reforçou que, a partir dessa atração, é importante trabalhar a regulamentação do hidrogênio verde.

"Agora é fortalecer o ambiental para os processos de licenciamento, infraestrutura, água; estruturar um programa para garantir o abastecimento de água é muito importante", frisou Maia Júnior. Ele destacou que o Estado será "quiçá, uma nova Arábia Saudita do hidrogênio verde".

Amazon

Além de destacar o hidrogênio verde ao falar das oportunidades do Ceará para os próximos anos, Maia Júnior também lembrou da atração de "todo o portifólio da Amazon para o Estado". Recentemente foi anunciado o Centro de Distribuição da multinacional em Itaitinga, no interior do Estado.

Agora, a expectativa é para o data center da Amazon no Ceará, que vinha sendo negociado com o Governo do Estado. "Já temos aqui no Estado a Oracle, Microsoft, IBM, para citar algumas", disse. "Com isso, nós criamos um hub regional de conectividade para suprir esse desenvolvimento", arremata Maia Júnior.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre negócios

Assuntos Relacionados