Caixa deve elevar juros do crédito imobiliário em fevereiro; veja como fica

O reajuste ocorre após a previsão do presidente do banco de aumento de 10% nas concessões de empréstimos imobiliários em 2022

Escrito por Redação,

Negócios
Legenda: O reajuste ocorre após a previsão do presidente do banco, Pedro Guimarães, de aumento de 10% nas concessões de empréstimos imobiliários em 2022.
Foto: Kid Júnior

A Caixa deve subir o juro do crédito imobiliário com recursos da poupança (SBPE) em fevereiro. A informação está sendo repassada pelo banco aos agentes imobiliários.

Com o aumento, a menor taxa, válida para os clientes que possuem relacionamento com a instituição financeira, vai passar de 8,3% para 8,7% ao ano mais a TR (Taxa Referencial).

Já a chamada taxa balcão, cobrada de clientes que almejam o financiamento imobiliário, mas não usam produtos financeiros e não possuem relacionamento com a Caixa, deve ser mantida em 8,99% ao ano.

Competitividade

O reajuste ocorre após a previsão do presidente do banco, Pedro Guimarães, de aumento de 10% nas concessões de empréstimos imobiliários em 2022. O argumento foi que a Caixa possui taxas de juros mais baixas que a média da concorrência.

No entanto, a correção aproxima a taxa de juros da Caixa da praticada pelos demais bancos privados. Para a mesma modalidade, o Santander possui juros a partir de 9,99% ao ano, enquanto o Bradesco cobra a partir de 9,5% anuais e o Itaú a partir de 9,1%.


Mario Mesquita

Comércio exterior do Nordeste

Mario Mesquita
26 de Maio de 2022