Betânia e Embaré oficializam fusão para formar gigante do setor lácteo

Faturamento bruto combinado das empresas é de R$ 3,9 bilhões. União ainda depende da análise e aprovação do Cade

Quando a fusão for concluída, o novo grupo econômico passará a contar com 3,6 mil colaboradores diretos e totalizará 220 produtos
Legenda: Quando a fusão for concluída, o novo grupo econômico passará a contar com 3,6 mil colaboradores diretos e totalizará 220 produtos
Foto: Kid Júnior

A cearense Betânia e a Embaré formalizaram na última terça-feira (26) a intenção de combinar operações e formar uma companhia com maior capacidade para competir no mercado brasileiro de lácteos, informaram as empresas.

A união ainda depende de análise e aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

Após a aprovação pelo Cade, as empresas passarão a fazer parte de um novo grupo, que conduzirá o processo de integração "de forma gradual, transparente e sem grandes mudanças estruturais", de acordo com comunicado à imprensa feito pela Betânia e Embaré.

O texto ainda informa que as empresas "manterão estruturas físicas e operacionais separadas e terão autonomia para determinar seus processos internos".

Cearense na presidência

A operação vem sendo estruturada pelo fundo de private equity Arlon Latam. A nova gigante do setor terá como CEO Bruno Girão, que atualmente é presidente da Betânia, conforme divulgou com exclusividade o colunista Egídio Serpa, do Diário do Nordeste.

Quando a fusão for concluída, o novo grupo econômico passará a contar com 3,6 mil colaboradores diretos, faturamento bruto combinado de R$ 3,9 bilhões, nove fábricas e 13 centros de distribuição.

O conglomerado também terá à disposição laboratórios próprios e filiais com capacidade para processar 4,8 milhões de litros de leite por dia, fornecidos por mais de 6,5 mil famílias de produtores e 12 cooperativas.

A nova empresa em números:

  • Receita bruta consolidada (últimos 12 meses): R$ 3,9 bilhões
  • Capacidade produtiva: 4,8 milhões de litros de leite/dia 
  • 9 fábricas, 13 centros de distribuição, 9 laboratórios próprios, 3 filiais, 4 brokers, 1 armazém geral e 2 cross dock
  • Portfólio consolidado de 220 produtos vendidos em mais de 100 mil pontos de venda no Brasil e em outros 45 países
  • Mais de 6,5 mil famílias produtoras de leite e 12 cooperativas em 221 municípios
  • Geração de 3,6 mil empregos diretos

De acordo com as empresas, a associação vai totalizar 220 produtos das marcas Betânia, Bat Gut, Betânia Kids, Embaré e Camponesa, divididos entre leite uht, leite em pó, leite condensado, creme de leite, doce de leite, bebidas lácteas, iogurte, leite fermentado, manteiga, requeijão, queijos e caramelos.

Os itens são vendidos em mais de 100 mil pontos de venda no Brasil e em outros 45 países.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre negócios

Assuntos Relacionados