Azul volta a operar em Aracati a partir dezembro

Os voos, às quintas e domingos, terão um destino inédito: o aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas, a principal base de operação da companhia no país

Legenda: A venda de passagens de e para a cidade será aberta nesta quarta-feira (21), com valores promocionais, informou a aérea
Foto: Divulgação

A Azul divulgou, nesta segunda-feira (19), que, a partir de 17 de dezembro, Aracati voltará a receber as aeronaves da empresa. Os voos, às quintas e domingos, terão um destino inédito: o aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas, a principal base de operação da companhia no país. A venda de passagens de e para a cidade será aberta nesta quarta-feira (21), com valores promocionais, informou a aérea.

De acordo com a companhia, além de uma ligação inédita com São Paulo, Aracati também poderá conhecer um novo modelo de aeronave. Será a primeira vez que os recém-fabricados aviões de segunda geração da Embraer, o 192 E2, pousará no aeroporto cearense.

Essas aeronaves, conforme a empresa, podem transportar até 136 clientes e serão responsáveis por cumprir as ligações entre o destino turístico e Campinas às quintas. Já aos domingos, os voos acontecerão com o Embraer 195 E1, com capacidade para 118 assentos. A Azul garante que continuará seguindo rígidos protocolos de segurança sanitária.

Com a inclusão de Aracati e o aumento no número de voos, o aeroporto de Viracopos terá 142 voos diários para 49 destinos a partir de dezembro. Dessa forma, clientes de todo o Brasil poderão chegar e sair da cidade cearense com conexões em Viracopos para cidades como BH, Rio, Porto Alegre, Curitiba, Florianópolis, Vitória, Goiânia, Brasília, Belém, Manaus, Recife, Fortaleza e interior de SP e de Minas Gerais.

"Queremos que nossos clientes saibam que voar é seguro, mesmo em épocas de pandemia, pois adotamos diversas medidas que permitem as pessoas a viajarem com segurança, seja a lazer ou a trabalho”, diz Abhi Shah, vice-presidente de receitas da Azul.

Segurança sanitária

A Azul afirma que tem orientado o check-in pelo aplicativo da companhia aérea e, para aqueles que precisam despachar a bagagem, sugere o uso dos balcões de autoatendimento, em que o próprio cliente etiqueta a bagagem sem contato com a tela dos tablets.

Para o embarque, a Azul lançou o Tapete Azul, que é composto por um conjunto de projetores e monitores. Por meio dele, as pessoas são convidadas a se posicionar na fila de acordo com o número de assento. A inovação, diz a empresa, traz uma diminuição de cerca de 25% no tempo em que uma pessoa leva entre embarcar e sentar dentro do avião e contribui para o distanciamento social, já que os clientes convocados para o embarque ficam quatro metros longe uns dos outros.

A bordo da aeronave, kits com luvas, álcool em gel e lenço umedecido estão à disposição para uso dos clientes e dos tripulantes da Azul quando necessário. Além disso, a partir do próximo mês, a Azul adota o sistema de raio ultravioleta da Honeywell na limpeza do interior de suas aeronaves. O UV Cabin System é capaz de higienizar o interior de uma aeronave em menos de 10 minutos.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre negócios