Linn da Quebrada explica tatuagem ao vivo no BBB 22 e reforça: 'quero ser tratada no feminino'

Cantora foi questionada por Tadeu, que pediu para que o pronome dela fosse respeitado no confinamento e fora dele

Escrito por Redação,

Zoeira
Legenda: Lina contou que a tatuagem foi motivada pela mãe, mas serve de aviso para os demais
Foto: reprodução/Globoplay

O apresentador do BBB 22, Tadeu Schmidt, usou parte do programa ao vivo neste domingo (23) para pedir a Linn da Quebrada, integrante do grupo 'Camarote', que explicasse como deveria ser tratada na casa do programa. A cantora havia sido chamada diversas vezes pelo pronome masculino por alguns dos demais brothers nos últimos dias. "Quero ser tratada no feminino", reforçou a artista.

'Lina, você tem o pronome 'Ela' tatuado acima da sobrancelha. Eu queria que você explicasse porque você fez essa tatuagem, mais uma vez reforçando como as pessoas devem se dirigir a você", explicitou Tadeu diante dos participantes do BBB 22. 

Anteriormente, em um dos momentos que chamaram atenção nas redes sociais, Laís enviou um torpedo para Lina por meio do Queridômetro, chegando a questioná-la da forma errada. "Está solteiro? Tem alguém perguntando aqui", dizia a mensagem, citada como transfóbica.

Explicação clara

Após ser questionada por Tadeu, se dirigindo aos colegas de confinamento, Linn contou que a tatuagem foi feita ainda no contexto do processo de transição pelo qual passou, quando a mãe ainda a tratava no masculino.

Confira:

"Daí eu falei: 'mãe, eu vou tatuar aqui na minha testa que é para ver se você não erra. E acho que assim também é uma indicação para todas as pessoas. Ficou na dúvida? Lê e lembra que eu quero ser tratada no pronome feminino", pontuou sem hesitar.

Ao fim, os colegas de confinamento chegaram a bater palmas, sem atrapalhar a fala da sister. Enquanto isso, Tadeu pediu para que o respeito a Lina também ocorresse foram do jogo, fazendo questão de declarar que o recado também funcionava para os espectadores.