Voluntário instala pias portáteis em Itapajé para fortalecer higiene durante pandemia

A ideia se baseou no projeto de uma engenheira do Rio de Janeiro que instala pias para moradores de rua.

Voluntário instala pias portáteis em Itapajé
Legenda: A pia foi idealizada pela engenheira Ana Paula Rios e o projeto carioca já recebeu apoio de figuras famosas.
Foto: Arquivo Pessoal

Pensando em auxiliar as ações de higienização no combate ao novo coronavírus, um morador da cidade de Itapajé, no Norte cearense, desenvolveu uma ação simples, econômica e eficaz. Trata-se das pias portáteis, um projeto idealizado no Rio de Janeiro que está sendo replicado na cidade cearense. Ao todo, são três equipamentos, construídos com recursos próprios e instalados em pontos estratégicos do Município para que a população lave as mãos. 

“Para funcionar, é necessário que haja a colaboração de todos na reposição da água, detergente e descarte da água suja”, conta Sávio Bastos Lira, que replicou o projeto no Ceará. “É mais uma forma de assegurar o controle da expansão do vírus em Itapajé”.

“Estou muito feliz com o resultado e espero que essa iniciativa parta de mais pessoas também”, comemora o morador.

Segundo a Plataforma IntegraSUS, da Secretatia da Saúde (Sesa) do Ceará, atualizada às 10h12 desta segunda-feira (8), o Município já soma 382 casos da doença e 15 óbitos em decorrência do novo coronavírus. Segundo a Sesa, 314 pessoas já se recuperaram da doença na cidade cearense. Em todo o Estado já são mais de 64 mil casos de Covid-19 e mais de 4 mil mortes pela doença.

Pias portáteis em Itapajé
Legenda: O projeto como um todo utilizou um total de 2 folhas de OSB - um tipo de madeira reciclada, que é uma alternativa sustentável e ecologicamente correta.
Foto: Divulgação

Instalação

As pias foram colocadas no último dia 3 em pontos de grande aglomeração da cidade - uma próxima a Casa Lotérica; outra na Caixa Econômica e a última no polo comercial de Itapajé. “É totalmente voluntário, de baixo custo e que pode facilmente atender uma grande parcela da população que inevitavelmente tem que sair para fazer suas atividades essenciais”. Uma das motivações foi o fato de todos os familiares do morador terem sido contaminados. Felizmente, todos se curaram.

O projeto utilizou um total de duas folhas de OSB - um tipo de madeira reciclada. “Uma alternativa sustentável”, ressalta Bastos. Além disso, foram três pias, três torneiras, três sifões, mangueiras e seis baldes. “Que nós tomemos ainda mais consciência da importância da higienização das mãos e possamos utilizar sempre essas pias que, com certeza, nos auxiliará bastante no controle do contágio”, aprovou a dona de casa Maria de Lourdes.

Pias portáteis em Itapajé
Legenda: Comerciantes e moradores precisam colaborar com reposição da água usada, detergente e descarte da água suja.
Foto: Divulgação

Projeto

A pia foi idealizada pela engenheira Ana Paula Rios e o projeto carioca já recebeu apoio de figuras famosas, como do lateral-esquerdo Marcelo, do clube espanhol Real Madrid. As pias são feitas em madeirite, material que custa em média de R$ 15,00 a R$ 30,00 por placa e é desmontável. O investimento médio é de R$ 280 por pia, com papel toalha e sabão. A iniciativa tem o apoio do Sindicato dos Servidores das Justiças Federais no Estado do Rio de Janeiro.

Pias portáteis em Itapajé
Legenda: As pias foram colocadas no último dia 3 em pontos de grande aglomeração da cidade - uma próxima a Casa Lotérica; outras na Caixa Econômica e a última no polo comercial de Itapajé.
Foto: Divulgação