Incêndio atinge pátio de prefeitura e destrói três ônibus escolares no interior do Ceará

Corpo de Bombeiros foi acionado e debelou chamas que já atingiam estrutura da Prefeitura de Tamboril

Escrito por Felipe Azevedo,

Ceará
Bombeiros em Tamboril
Legenda: Corpo de Bombeiros foi chamado por volta das 13 horas deste domingo
Foto: Reprodução/Corpo de Bombeiros

Um incêndio registrado na tarde deste domingo (3) atingiu ao menos três ônibus escolares que estavam parados no pátio da Prefeitura de Tamboril, distante cerca de 285 quilômetros de Fortaleza.

O Corpo de Bombeiros foi acionado para conter as chamas. Não houve feridos. As autoridades irão apurar as causas do acidente.

Imagens feitas por pessoas no local mostram uma fumaça preta e espessa saindo do estacionamento. Vizinhos chegaram a subir em telhados com baldes de água para tentar conter as chamas. 

Algumas pessoas entraram no local e, durante o incêndio, retiraram móveis e outros materiais que estavam na prefeitura. 

Prefeito se posiciona

No fim da tarde, o prefeito Marcelo Mota, que no momento do incidente estava em Fortaleza, publicou um vídeo no pátio da Prefeitura mostrando os estragos. 

"Apenas danos materiais, dos males o menor. A gente vai seguir em frente para recuperar os danos e reestabelecer a energia da Prefeitura", disse o gestor. 

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o fogo começou em um veículo escolar do Município estacionado no local. Com o aumento das chamas, outros dois veículos que estavam próximos também foram atingidos.

Presente na ocorrência, o tenente Clebiano, do destacamento de Crateús, afirmou que a guarnição foi acionada por volta das 13 horas e se deslocou até o local. 

"Ao chegarmos ao local, o incêndio já tinha atingido mais dois veículos e já começava a atingir as edificações, fizemos o combate para debelar as chamas e evitar que o fogo atingisse outros veículos e as edificações próximas. Assim foi resfriado as paredes", detalhou. 

Os bombeiros também afirmaram que ainda não é possível afirmar se o incêndio foi criminoso.