Idosos cearenses assassinados a facadas por ex-genro serão velados no Eusébio nesta terça-feira (28)

Geraldo e Osélia estavam passando férias na casa do filho, que mora no Rio de Janeiro

Escrito por Redação,

Ceará
idosos mortos no Rio de Janeiro
Legenda: O principal suspeito do crime é um oficial da Marinha
Foto: Arquivo pessoal

O casal de idosos do Ceará morto a facadas supostamente pelo ex-genro, no Rio de Janeiro, será velado no Eusébio, Região Metropolitana de Fortaleza, na tarde desta terça-feira (28). O sepultamento deve ocorrer às 17h. 

Geraldo Pereira Coelho e Osélia da Silva Coelho foram assassinados a facadas na madrugada do último sábado (25) pelo oficial da Marinha Cristiano da Silva Lacerda, de 49 anos, ex-namorado de Felipe da Silva Coelho, filho deles. 

As vítimas estavam casadas há 46 anos e juntos tiveram três filhos e três netos. Segundo Felipe, o pai era "super tranquilo, de um coração enorme", enquanto a mãe era "super brincalhona e sorridente". 

"Agradecemos todas as mensagens de conforto recebidas até agora. Sabemos que Geraldo e Osélia eram pessoas muito queridas por todos pelo seu amor, carinho, zelo, amizade e alegria. Para sempre os teremos em nossa memória e em nosso coração com muita gratidão e saudade", diz nota da família. 

A Divisão de Homicídios do Rio de Janeiro informou que o suspeito do crime atacou o casal por ciúmes de Cristiano, de quem Felipe havia se separado há cerca de um mês. 

idosos cearenses mortos no Rio de Janeiro
Foto: Reprodução

Mortos em casa

Felipe encontrou os pais já mortos após receber uma mensagem de Cristiano avisando que sua mãe estava passando mal. "Ele estava mentindo". Ainda incrédulo com o assassinato, Felipe conta que o ex sempre foi "muito explosivo", mas que não esperava que ele fosse capaz de machucar seus pais. 

"Eu pensava que ia encontrar minha mãe com uma gripe ou algo do tipo, pois ele tinha me mandado mensagem falando da saúde dela", recorda.

As vítimas foram encontradas no sofá-cama da sala. Já o homem apontado como autor do crime estava desacordado, em elevado estado de embriaguez, segurando uma faca suja com sangue e tendo uma garrafa de bebida alcoólica ao lado.