Fortaleza e mais três capitais registram aumento nos níveis de coronavírus em esgotos em maio

O nível mais elevado do vírus foi encontrado na estação de tratamento do Cocó

Escrito por Matheus Facundo, matheus.facundo@svm.com.br

Ceará
Fortaleza com esgoto estourado em dia de chuva
Legenda: Os níveis genômicos do vírus da Covid-19 nas redes de esgoto são monitorados pela Rede de Monitoramento Covid Esgotos
Foto: José Leomar

No último mês, Fortaleza, Belo Horizonte, Brasília e Curitiba apresentaram elevação dos níveis de coronavírus presente em esgotos. A análise foi divulgada no mais recente Boletim de Acompanhamento da Rede de Monitoramento Covid Esgotos da Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA), divulgado nesta quinta-feira (9). 

Os dados analisados compreendem o intervalo entre as semanas epidemiológicas (SEs) 18 (de 1º a 7 de maio) e 21 (de 22 a 28 de maio). A Capital cearense apresentou aumento dos níveis entre os períodos. 

Na SE 18, haviam 5,3 bilhões de cópias do vírus por dia para cada 10 mil habitantes. Fortaleza terminou o mês, na SE 21, com o número de 8,9 bilhões de cópias do vírus por dia para cada 10 mil habitantes. 

Veja os níveis de coronavírus nos esgotos em maio: 

  1. SE 18: 5,3 bilhões de cópias do vírus por dia para cada 10 mil habitantes
  2. SE 19 3,5 bilhões de cópias do vírus por dia para cada 10 mil habitantes
  3. SE 20 14,8 bilhões de cópias do vírus por dia para cada 10 mil habitantes
  4. SE 21 8,9 bilhões de cópias do vírus por dia para cada 10 mil habitantes

Conforme o boletim, o nível mais elevado do vírus na rede de esgoto foi encontrado na estação elevatória Reversora do Cocó (CE-EEE-03), na semana epidemiológica 21.

O documento destaca ainda que entre as SEs 18 e 20, as concentrações virais nos pontos monitorados variaram entre não detectadas, baixas (de 1 a 4 mil cópias por litro das amostras) e intermediárias (entre 4 mil e 25 mil cópias por litro).

Na SE 21, as concentrações foram consideradas baixas e intermediárias (entre 4 mil e 25 mil cópias por litro). 

Aumento de casos

O dado vem em um momento onde Fortaleza apresenta um aumento discreto na positividade de Covid-19 e na média móvel de casos. 

No entanto, é importante destacar que no caso dos níveis do SARS-CoV-2 na rede de esgotos, as taxas são muito menores que as observadas em momentos de pico da doença. 

Variação dos níveis:

níveis de coronavírus no esgoto de fortaleza
Legenda: Os números atuais, apesar de terem aumentado, são consideravelmente menores que os observados nos momentos de pico da Covid-19
Foto: Reprodução

Na primeira semana de 2022, quando o Ceará vivia um momento de retorno de alta circulação do vírus, o nível de cópias genômicas do coronavírus nos esgotos da Capital era 891 bilhões por 10 mil habitantes em 24 horas. 

Como os níveis são calculados?

Os níveis de coronavírus correspondem à soma de três Estações de Tratamento de Esgotos (ETEs) da Capital. São elas, segundo o recente boletim:

  1. Estação de Tratamento de Esgotos José Walter (CE-ETE-01) 
  2. Estação de Tratamento e Esgotos Conjunto Ceará (CE-ETE-02)
  3. Estação de Pré-Condicionamento (CE-ETE-03)
  4. CE-ETE-01 ETE José Walter
  5. CE-EEE-01 Estação Elevatória Barra do Ceará
  6. CE-ETE-02 ETE Conjunto Ceará
  7. CE-EEE-03 Estação Elevatória Reversora do Cocó
  8. CE-ETE-03 Estação de Pré-Condicionamento