Atleta atingido por barra com peso passa por cirurgia e se recupera em hospital de Fortaleza

O jovem passou por um procedimento cirúrgico e não corre risco de perder os movimentos, segundo box de cross training

Escrito por Matheus Facundo, matheus.facundo@svm.com.br

Ceará
Atleta de Crossfit se machuca durante treino em Fortaleza
Legenda: A identidade do rapaz não foi revelada
Foto: reprodução/Redes sociais

O atleta atingido por uma barra com pesos durante um exercício passou por uma cirurgia nesta quinta-feira (30) e segue em recuperação em um hospital de Fortaleza. Conforme o box de crosstraining onde o jovem pratica o esporte, ele não corre risco de morte e não deve perder os movimentos.

A informação sobre o procedimento cirurgia foi confirmada ao Diário do Nordeste pelo Box Colosso, estabelecimento onde o aluno de crosstraining, de iniciais MCSX, foi atingido. A academia publicará uma nota com detalhes do caso ainda nesta quinta. O procedimento teria sido "um sucesso", segundo o estabelecimento. 

O Instituto Dr. José Frota (IJF), onde o atleta está internado, porém, não comunica estado de saúde dos pacientes.

O box republicou ainda um stories no Instagram falando que a recuperação do atleta é "um milagre". A postagem ainda citou "fake news" que circulavam sobre o estado de saúde e pontuou que aguarda uma "recuperação efetiva". 

Como ocorreu o acidente

O acidente ocorreu no momento em que o atleta levantava a barra para realizar o movimento jerk. Ele se desequilibrou e a barra atingiu a região do pescoço dele. O momento do acidente foi gravado em vídeo. Confira as imagens do acidente abaixo (Imagens são fortes).

A pedido da família, o atleta não terá o nome revelado. Na quarta, quando o caso viralizou, o box publicou uma nota de apoio.

"A família Colosso está dando todo o apoio e fazendo de tudo que é possível para ajudá-lo, também estamos em oração pela recuperação dele", declara o trecho do comunicado.

SEGURANÇA NA PRÁTICA DO ESPORTE

Conforme explicação do profissional de Educação Física e Coach Fábio Bastos, o cross training, assim como outros esportes, pode ser facilmente praticado com segurança.

"É um esporte seguro, principalmente por ser totalmente adaptável. Nós, os professores e coachs, estamos sempre dentro do local e conseguimos ter essa atenção com os alunos, tanto os que já estão como os novos. Mas claro, é uma via de mão dupla, o atleta também fica ciente que é uma modalidade que precisa de evolução", pontua o especialista.

Para quem está iniciando, os cuidados acabam sendo redobrados. Fábio aponta a necessidade de escolher um bom local para treinar, fazer testes recorrentes sobre as forças e habilidades, além de sempre escutar as orientações repassadas pelos profissionais da área.