Senai oferece 1º curso online gratuito sobre hidrogênio verde

A capacitação é destinada ao público geral e inclui conhecimentos técnicos, além das oportunidades que o novo mercado oferece

Legenda: Esse é o primeiro curso de uma série de outros que serão lançados em breve.
Foto: Shutterstock

Com as crescentes perspectivas de fortalecimento do hub de hidrogênio verde no Estado, surge a necessidade de profissionais qualificados no segmento. Para atender à demanda, o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai Ceará) promove o primeiro curso de Introdução ao Hidrogênio Verde.

O curso será ofertado na modalidade EAD e é destinado ao público geral. As aulas iniciam nesta segunda-feira (27) com um webinar que contará com a participação do diretor regional do Senai Ceará, Paulo André Holanda.

Ainda participam do painel os professores do curso: Monica Saraiva Panik (FIEC/ABH2), Gerhard Ett (FEI), Daniel Lopes (Hytron/NEA Group), Fernando Nunes (UFC), Joaquim Rolim (FIEC), Sidney Gonçalves (Trendtech), Paulo Emílio de Miranda (ABH2 e UFRJ), Ênnio Peres da Silva (UNICAMP), Ansgar Pinkowski (AHK) e Rosane Fukuoka (Mitsidi Projetos).

Também estarão presentes Luiz Mello, da Thyssenkrupp e a Especialista Técnica de Energias Renováveis do Senai Ceará, Isabela Taveira. A mesa será comandada peloo consultor de energia da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec), Jurandir Picanço.

O curso

O curso abrange toda a cadeia de valor do hidrogênio verde e apresenta as oportunidades do novo mercado. O conteúdo inclui conhecimentos técnicos, regulatórios e ambientais sobre produção, armazenamento e transporte do hidrogênio verde, tendo em vista as oportunidades e tendências do mercado internacional e nacional.

As aulas foram elaboradas por especialistas e pesquisadores Fiec, ABH2, Hytron, Unicamp, AHK, Trendtech e Mitsidi, apoiados pela Thyssen krupp, White Martins, Siemens Energy e Air Products.

Esse é o primeiro curso de uma série de outros que serão lançados em breve. 

O Presidente da Fiec, Ricardo Cavalcante, considera o momento histórico para o Ceará, pois a produção do hidrogênio verde poderá mudar a indústria, a economia e o perfil socioeconômico cearense. 

"O Ceará, com toda essa capacidade de geração, poderá, sim, se tornar um grande produtor mundial de Hidrogênio Verde. Parabenizo o Governo do Estado e a todos os envolvidos", afirma.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre negócios