Seguro de carro: novas regras começam a valer hoje; saiba o que muda

Proposta da Superintendência de Seguros Privados é flexibilizar os critérios de adesão e ampliar o serviço

Legenda: De acordo com o Susep, 84% da frota brasileira não é assegurada
Foto: Fabiane de Paula

As mudanças nas regras na contratação de seguros veiculares começam a valer a partir de hoje (1º) em todo o País. A proposta da Superintendência de Seguros Privados (Susep) é flexibilizar os critérios para ampliar o acesso do serviço. 

Com isso, a ideia é que a contratação se torne mais personalizada, de forma a garantir até um serviço mais barato. Proprietário de veículos antigos, por exemplo, podem optar pela segurança somente em caso de acidentes. 

De acordo com dados de 2019 do Departamento Nacional de Trânsito, 84% da frota brasileira não está segurada. 

“As mudanças no seguro auto propiciarão muitas oportunidades para o mercado e, principalmente, para novos consumidores de seguro. Trata-se de oferecer mais acesso e possibilidade de escolhas”, destaca Solange Vieira, superintendente da Susep. 

Para a Federação Nacional de Seguros Gerais (FenSeg), a nova regulamentação torna as relações contratuais mais transparentes, além de permitir que um mesmo produto atenda diferentes necessidade do segurado. 

 " A padronização de produtos deixa de ser a forma clássica de atuação das seguradoras. A Circular estimula a criação de novos produtos, com claro ganho de eficiência. O resultado é o aumento da competitividade e da inovação no segmento", afirma Antonio Trindade, presidente da FenSeg.

CONFIRA AS PRINCIPAIS MUDANÇAS NO SEGURO DE AUTOMÓVEIS

  • Cobertura de casco pode ser feita para um ou vários diferentes tipos de riscos escolhidos, seja furto, roubo, colisão ou incêndios;
  • O seguro do automóvel pode ser contratado junto com outros tipos de seguro, como residencial e empresarial;
  • Seguro poderá ser vinculado ao condutor, permitindo seu uso em veículos alugados, compartilhados, etc;
  • Passa a ser permitida a cobertura parcial do veículo;
  • Seguradoras poderão prever reparo do veículo exclusivamente em oficina de rede referenciada da seguradora;
  • Seguradoras poderão cobrar franquia em casos de indenização integral ou por incêndio, queda de raio e explosão.

Vantagens para motoristas de aplicativo 

Uma das mudanças permite que em vez do seguro ser vinculado ao veículo, seja ao condutor. Assim, todos os carros que um motorista específico dirija estarão com a garantia ativa.

Conforme a Susep, a mudança é vantajosa para aqueles motoristas de aplicativo e condutores que  adotam o compartilhamento de automóveis, utilizam carros por assinatura ou alugados. 

Metade do valor

Além disso, o segurado poderá optar por ser reembolsado com a metade do valor, no lugar de receber o valor total do carro em caso de problemas no carro, assim irá pagar mais barato no contrato. 

A aplicação de franquia pode ainda se dar de forma única ou por item, conforme definido nas condições contratuais. 

Seguro por quilômetro rodado

Uma outra alternativa de cobertura é o seguro por quilômetro rodado, onde o cliente paga de acordo com o uso do veículo. O valor final é calculado a partir de um valor fixo, acrescido de cobrança variável de centavos pela distância percorrida. 

Além disso, existem conveniências que podem ser somadas ao pacote básico, como assistências 24 horas, chaveiro, encanador e eletricista. 

As empresas oferecem ainda higienização interna do automóvel, em caso de alagamento no interior do veículo e oferta de carro reserva enquanto o automóvel é consertado. 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre negócios