Sebrae realiza programa de pré-aceleração para startups cearenses

Uma ação do Sebrae vem ajudando empreendedores do estado a transformarem suas ideias inovadoras em negócios. Este é o objetivo do programa de pré-aceleração StartupCE, no qual empreendedores que atuam com inovação passam por um processo intensivo de capacitação, mentorias e vivências. Criado em 2018, o programa está atualmente em seu terceiro ciclo, já tendo beneficiado mais de 70 startups do estado.

Para participar, os interessados passam por um processo de seleção pública, com avaliação de projetos e entrevistas presenciais, em que são analisados critérios como a inovação do projeto proposto, modelo de negócio e operação. A cada ciclo são selecionados até 25 participantes, que durante quatro meses têm acesso a capacitações voltadas para transformar as ideias apresentadas em negócios escaláveis, ou seja, modelos capazes de elevar o faturamento da empresa sem que suas despesas sofram aumento equivalente à medida que a companhia cresce.

De acordo com a analista do Sebrae, Marília Diniz, além das capacitações, estes empreendedores também têm a oportunidade de vivenciar as diversas fases de desenvolvimento de uma startup, contando com a orientação de mentores e profissionais especializados, que compartilham suas experiências em módulos práticos e mentorias. “Muitas vezes o empreendedor chega com a ideia, mas não sabe como colocá-la em prática, e estas vivências e mentorias são fundamentais porque trazem a experiência de pessoas que já estão no mercado e que sabem como solucionar alguns dos problemas que surgem no desenvolvimento de uma startup”.

É o caso do médico Alexandre Cavalcante, que participou do 2º Ciclo do StartupCE. Apesar da experiência profissional e também como empreendedor, a participação no programa do Sebrae foi fundamental para acelerar o desenvolvimento da Family Doc, startup que busca conectar médicos e pacientes que buscam atendimento domiciliar ou em locais como hotéis, escolas ou empresas.
“A participação no StartupCE me ajudou a ampliar os horizontes, tanto no entendimento do negócio e do cliente, no planejamento, no relacionamento e também em como captar recursos. Teria gasto muito menos recursos se tivesse participado antes”, afirmou.

Atualmente, a Family Doc já está em funcionamento estabelecendo esta conexão entre médicos e pacientes interessados em atendimento domiciliar pelo site www.familydoc.com.br ou por meio de aplicativos disponíveis na Google Play e na App Store.

Já a empreendedora Mayara Santiago, da startup Profissa, disse que antes mesmo de participar do programa do Sebrae já pôde perceber a diferença que ele faz no ecossistema empreendedor do estado. “Tenho amigos com startups e vi a diferença do programa do Sebrae no trabalho deles, de como facilitou a inserção deles no mercado”.

Este conhecimento, levou Mayara a se inscrever no 3º Ciclo do programa, que se encontra em andamento. De acordo com ela, as capacitações e mentorias têm ajudado no desenvolvimento de sua startup, que pretende ajudar jovens a decidirem suas profissões com base em experimentação em áreas de interesse. “Definimos uma metodologia, um mínimo produto viável (MVP), realizamos testes no mercado. E isso só foi possível após as mentorias e capacitações do StartupCE”.

Sebraelab

Além das capacitações e mentorias, os participantes do StartupCE também têm a oportunidade de utilizar a estrutura do Sebraelab, espaço do Sebrae voltado para promover conhecimento e potencializar conexões orgânicas, espontâneas e colaborativas entre pessoas e empresas. Com 350m² de área, o Sebraelab dispõe de um ambiente de coworking e espaços para criadores de conteúdo, um laboratório para experimentação e criação de novos negócios e projetos, ambientes para capacitação e para atendimento a empreendedores e local para cursos, oficinas e reuniões.
 

CONTEÚDO PUBLICITÁRIO ESPECIAL
logo sebrae v10

Categorias Relacionadas