Presidente da Petrobras vai prestar esclarecimentos hoje na Câmara sobre preço dos combustíveis

Hoje, plenário vira Comissão Geral para debater papel da estatal diante da alta de preços

Legenda: Plenário vai discutir repercussões da crise hídrica
Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

A Câmara dos Deputados recebe nesta terça-feira (14) o presidente da Petrobras, Joaquim Silva e Luna, para debater a situação da operação das termelétricas, o preço dos combustíveis, além de outros assuntos diante da alta de preços. 

O requerimento para a realização do debate foi apresentado pelo deputado Danilo Forte (PSDB) e assinado por líderes e deputados de diversos partidos, de acordo com a Agência Câmara de Notícias. 

Nas redes sociais, o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), anunciou a reunião da Comissão Geral. "Tudo caro: gasolina, diesel, gás de cozinha. O que a Petrobras tem a ver com isso? O plenário vira Comissão Geral para questionar o peso dos preços da empresa no bolso de todos nós.  A Petrobras deve ser lembrada: os brasileiros são seus acionistas".

Crise hídrica 

Diante da crise hídrica, o Brasil vem usando desde o ano passado a energia produzida por termelétricas, que é mais cara e mais poluente. Com isso, os consumidores têm de arcar com esses custos por meio das tarifas adicionais: bandeiras tarifárias. 

A partir deste mês de setembro, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) instituiu uma nova bandeira chamada de escassez hídrica, que deve aumentar em cerca de 7% as contas de energia. 

"A crise desencadeada pela escassez de chuvas nas regiões onde estão localizados os reservatórios de hidrelétricas no começo do ano se agrava mais ainda com os atrasos em investimentos de geração e de transmissão", afirma Danilo Forte.

Para o deputado, o uso das termelétricas diante deste contexto configura-se como um retrocesso

Quero receber conteúdos exclusivos sobre negócios