Prefeitura paga as primeiras beneficiadas do Programa Nossas Guerreiras; saiba como se inscrever

Para se inscrever é preciso, primeiro, ter feito o curso Elaboração de Proposta de Negócios

Escrito por Redação,

Negócios
Empreendedorismo
Legenda: Para participar é preciso ser hipossuficiente em renda e não ter sido beneficiada com recursos em edições de programas ou projetos similares da Prefeitura
Foto: Divulgação

A Prefeitura de Fortaleza iniciou o pagamento das primeiras beneficiadas do Programa Nossas Guerreiras. A iniciativa tem o objetivo de fornecer crédito de até R$ 3 mil para 17 mil mulheres. 

Para participar do programa, é necessário ser maior de 18 anos, prioritariamente chefe de família e com desejo de empreender. Além disso, é necessário ser hipossuficiente em renda e não ter sido beneficiada com recursos em edições de programas ou projetos similares da Prefeitura.

Vale lembrar que o empreendimento deve estar localizado em Fortaleza, preferencialmente, em bairros de baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH-b).

Como se inscrever no programa?

O programa continua com inscrições abertas e o cadastro pode ser realizado pelo site Nossas Guerreiras. Para se inscrever é preciso, primeiro, ter feito o curso Elaboração de Proposta de Negócios, que é gratuito e tem duração de 8h/a, realizado em formato on-line ou presencial.

Oportunidade de tirar o sonho do papel

A costureira Adriana Gomes, de 41 anos, foi uma das primeiras beneficiadas pelo crédito orientado. Moradora do bairro São João do Tauape, a costureira participou da capacitação, se inscreveu, se formalizou como MEI e já recebeu o valor de R$ 3 mil para compras de insumos para trabalho.

"Fico muito feliz pela oportunidade. Foi um processo simples. Fiz o cadastro pela manhã e logo fui chamada para participar do curso, que me ajudou a entender melhor sobre o programa e a plataforma de cadastro. Com o dinheiro vou investir em insumos e uma nova máquina de costura", comemora a nova empreendedora.

Empreendedora
Legenda: Moradora do bairro São João do Tauape, a costureira Adriana Gomes participou da capacitação
Foto: Divulgação

"Nossa ideia é garantir crédito orientado para compra de equipamentos, materiais e insumos, desde que os produtos estejam relacionados ao negócio. As beneficiadas terão carência de seis meses e poderão efetuar o pagamento em até 30 meses sem juros", informa o secretário do Desenvolvimento Econômico, Rodrigo Nogueira.

Investimento do Programa

Para a realização do Programa, serão investidos cerca de R$ 55 milhões em parceria entre Prefeitura e Estado, por meio do Programa Juntos por Fortaleza.

Além disso, para auxiliar as mulheres que não têm acesso à internet, a Secretaria do Desenvolvimento Econômico (SDE) disponibilizará pontos de apoio presencial, para auxiliar na inscrição, análise de documentos e viabilidade do negócio.

Os espaços serão localizados nas Salas do Empreendedor, no Centro de Referência do Empreendedor do Bom Jardim e, posteriormente, em quiosques de três terminais de ônibus.


Mario Mesquita

Comércio exterior do Nordeste

Mario Mesquita
26 de Maio de 2022