PIS/Pasep: R$ 523 milhões foram esquecidos por trabalhadores; confira se tem direito

Ministério do Trabalho e Previdência aponta que 561 mil trabalhadores não sacaram o abono; retirada encerra no dia 29 de dezembro

Escrito por Redação,

Negócios
Legenda: Para ter direito o trabalhador deve estar cadastrado no PIS-Pasep há pelo menos 5 anos
Foto: Shutterstock

O Ministério do Trabalho e Previdência detalhou que 561 mil trabalhadores ainda não retiraram seu abono salarial. Assim, mais de R$ 523 milhões do PIS/Pasep referentes a 2020 foram esquecidos, segundo a Folha de São Paulo.

O benefício pode ser sacado até dia 29 de dezembro deste ano tanto pelos trabalhadores do setor privado, quanto público. Do total que ainda não sacou o abono, 71% são servidores públicos e militares, que recebem o Pasep.

Desde a última terça-feira (5), o Ministério do Trabalho e Previdência tem recebido os recursos administrativos de quem não foi habilitado, mas que aponta ter direito a receber o abono. Para entrar com o recurso, é preciso: 

  • Enviar um email para trabalho.uf@economia.gov.br, trocando o trecho "uf" pela sigla do estado de residência. Exemplo: no Ceará, o email é trabalho.ce@economia.gov.br.

Como saber se tenho direito aos abonos? 

PIS (trabalhador de empresa privada):  

  • No Aplicativo Caixa Trabalhador  
  • No site da Caixa
  • Pelo telefone de atendimento da Caixa: 0800 726 0207

Pasep:

Por meio do site Consulte seu Pasep, você pode ter verificar se tem direito ao benefício. Além disso, você pode entrar em contato com a Central de Atendimento do Banco do Brasil: 4004-0001 ou 0800 729 0001 ou pelo Alô trabalhador: telefone 158.

Além disso, tem direito ao abono Pasep de um salário mínimo, o participante que:

  • Esteja cadastrado no Pasep ou no Cadastro Nacional de Informações Sociais (Cnis) há pelo menos cinco anos;
  • Recebeu, no ano base de referência, média mensal de até dois salários mínimos (soma das remunerações auferidas e informadas por um ou mais empregadores);
  • Trabalhou no mínimo 30 dias no ano base de referência (2020) com carteira assinada;
  • Foi informado corretamente no Relatório Anual de Informações Sociais (Rais) do ano base em referência. 

Como sacar o PIS?

Tradicionalmente, a Caixa deposita automaticamente o dinheiro do PIS nas contas dos clientes.

Há a opção de receber em qualquer agência da Caixa, com apresentação de documento de identificação com foto.

Com o Cartão do Cidadão, o dinheiro pode ser sacado em caixas eletrônicos e lotéricas, apresentando o documento oficial com foto. 

Como sacar o abono Pasep?

Os créditos devem ir direto para conta-corrente ou poupança, conforme calendário estabelecido pelo CODEFAT.

O saque também pode ser realizado nas agências do Banco do Brasil, mediante a apresentação de um documento oficial de identificação, como RG, passaporte ou Carteira Nacional de Habilitação (CNH). 

Os correntistas das demais instituições financeiras podem encaminhar TED para conta de sua titularidade via TAA ou internet.