Novo decreto amplia para 30% capacidade de funcionamento dos parques aquáticos de hotéis no Ceará

A ampliação vale para os empreendimentos de municípios das regiões de saúde de Fortaleza, Norte, do Sertão Central e do Litoral Leste/Jaguaribe

Foto: homem nadando em piscina de hotel
Legenda: Capacidade de 30% para parques aquáticos associados à hotéis vale a partir do dia 7 até o próximo dia 13 de junho
Foto: Shutterstock

A capacidade para o funcionamento de parques aquáticos de hotéis - apenas para hóspedes - será ampliada para 30% a partir de segunda-feira (7). É o que diz o novo decreto estadual de enfrentamento à pandemia do coronavírus no Ceará.

Até a última semana, conforme o decreto passado, a capacidade de funcionamento desses espaços em empreendimentos hoteleiros exclusivamente para hóspedes era limitada a 10%.

A ampliação vale para os empreendimentos situados nos municípios das regiões de saúde de Fortaleza, Norte, do Sertão Central e do Litoral Leste/Jaguaribe.

Na avaliação do presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis no Ceará (ABIH-CE), Régis Medeiros, a ampliação beneficia empreendimentos com parques aquáticos, mas ele pontua que a novidade não gera grande impacto sobre o destino em geral, já que o acesso a esses parques continua restrito aos hóspedes.

"Não muda muito para o destino porque ainda não está aberto para o uso de quem não é hóspede do complexo, no caso, especificando o Beach Park, que é o principal atrativo para os nossos turistas e ainda está fechado para os turistas que não estejam hospedados no hotel", pontua Régis Medeiros.

Restaurantes

Conforme o novo decreto, os restaurantes de hotéis, pousadas e congêneres continuam operando nos moldes do que estabelecia o decreto anterior: funcionamento normal para hóspedes e, para o público externo, não hóspede, funcionamento de segunda a domingo, das 10h às 21h.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre negócios