Fiec e Ministério da Economia realizam evento sobre redução do Custo Brasil

Evento virtual ocorrerá nesta quarta (28) com a participação do presidente da Fiec, Ricardo Cavalcante, e do secretário de desenvolvimento do Ministério, Jorge Luiz de Lima

Escrito por Redação,

Negócios
Legenda: Por conta do custo Brasil, produtores nacionais enfrentam dificuldades para exportar seus itens e para competir com produtos importados.
Foto: Natinho Rodrigues

A Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec) promoverá uma transmissão ao vivo para apresentar os resultados do projeto sobre a redução do Custo Brasil e a implementação do Centro de Inteligência do Custo Brasil.

A iniciativa, realizada em parceria entre o Observatório da Indústria e a Secretaria de Desenvolvimento da Indústria, Comércio, Serviços e Inovação do Ministério da Economia, será detalhada nesta quarta-feira (28), às 9h.

O evento contará com a participação do presidente da Fiec, Ricardo Cavalcante, e do titular da Secretaria do Desenvolvimento da Indústria, Comércio, Serviços e Inovação, Jorge Luiz de Lima.

O que é custo Brasil?

O Custo Brasil é um termo utilizado para um conjunto de dificuldades estruturais, burocráticas, trabalhistas e econômicas que atrapalham o crescimento do País. 

Esse cenário influencia negativamente o ambiente de negócios, encarece os preços dos produtos nacionais e custos de logística, comprometem investimentos e contribuem para uma alta carga tributária.

Por conta dessas condições, exportadores brasileiros enfrentam uma situação adversa e/ou desvantajosa para colocar seus produtos no mercado internacional, por exemplo. No sentido inverso, produtores nacionais também sofrem dificuldades para competir com produtos importados.

Perfil dos participantes

Jorge Luiz de Lima

Jorge Luiz de Lima é engenheiro mecânico, formado pela PUC/MG, tendo passagens pela Sudecap e Vale. Foi CEO de diversas empresas, como a Semco Johnson Controls, SMV, Semco Serv. Integrados, ISS Systems, AGV Logística, BRF, JSL Logística, e Semco Partners. 

Entre junho de 2020 e março deste ano, foi subsecretário de Ambiente de Negócios e Competição da Secretaria Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia.

Ricardo Cavalcante

Legenda: Ricardo Cavalcante
Foto: Kid Júnior

Ricardo Cavalcante é formado em Gestão Financeira e atua há mais de 30 anos no setor industrial. Foi sócio-diretor de duas empresas do segmento de extração e beneficiamento de brita, sendo uma no Ceará, a Pedreira Itaitinga Ltda., e outra no Maranhão, a Rosário Mineração. 

Atualmente, é sócio-diretor da Empresa de Mineração Granitos de Itaitinga (EMGI), especializada na extração, no comércio e na distribuição de areia peneirada e classificada para o mercado da construção civil.

Já teve passagens pelas diretorias do Sindicato das Indústrias de Britagem do Estado do Ceará, da Associação Nacional dos Produtores de Areia e Brita do Brasil (Anepac), da Câmara Setorial da Mineração do Estado do Ceará  e do Centro Industrial do Ceará (CIC).

Além da presidência da Fiec, Cavalcante também ocupa, desde fevereiro deste ano, a mais alta cadeira da Associação Nordeste Forte, instituição ligada à Confederação Nacional da Indústria (CNI).