Coronavírus: operadoras dão mais internet e liberam canais para usuários

Campanha de Claro, Oi e TIM visa dar mais condições à população de se informar

Legenda: Além da franquia de internet, canais de jornalismo e entretenimento também estão disponíveis sem custo adicional em acordo fechado pelas operadoras com cada programadora de canal
Foto: FOTO: FABIANE DE PAULA

Após o decreto de pandemia e diversos estados brasileiros tomarem medidas mais drásticas para conter o avanço do novo coronavírus e a publicação de ofício expedido pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) domingo (15), cobrando das teles a flexibilização dos acessos, as operadoras de telecomunicações resolveram fazer um esforço para ajudar no combate ao Covid-19. Claro e Oi anunciaram o reforço de equipes técnicas e o aumento do acesso aos serviços de internet e TV por assinatura como maneira de facilitar a comunicação e atenuar os efeitos da crise desencadeada pela propagação do coronavírus no País.

O combate, na prática, é contra notícias falsas que se alastram pelos aplicativos de mensagens. O objetivo das teles é dar mais condições aos usuários de obter informações verídicas sobre como evitar o contágio e quais são as orientações das autoridades sobre o assunto.

A Claro aumentará a velocidade de banda larga para todos os assinantes, sem custo extra. A equipe técnica da tele espera mais chamados para assistência no período diurno. A rede costumava operar abaixo da capacidade ao longo do dia, já que as pessoas estavam fora de casa, seja nas empresas ou escolas. Agora, a operadora já espera que as velocidades médias de conexão aumentem durante a manhã devido à suspensão das aulas e das jornadas de trabalho a partir de casa.

A Claro iniciou a campanha no domingo, ao oferecer mais Internet na banda larga de casa sem nenhum custo adicional, a liberação da sua rede de Wi-Fi disponível em locais públicos - inclusive para quem não é cliente da operadora. "Para conectar à rede Wi-Fi, o usuário precisa apenas aceitar a exibição dos vídeos de prevenção ao vírus disponibilizados pelo Ministério da Saúde", explica a operadora.

100MB
Os clientes pré-pagos da Claro também terão um bônus diário de 100MB para continuar navegando.

"A mecânica para liberar o acesso é a mesma do Wi-Fi: assistir o vídeo do Ministério da Saúde. Tudo para permitir que além da conscientização, as pessoas se mantenham conectadas com fontes oficiais de informação, familiares e médicos", reforça nota da companhia.

Aplicativos

A Claro está se preparando ainda para liberar o acesso, de forma ilimitada, ao aplicativo Coronavírus SUS, desenvolvido pelo Ministério da Saúde, disponível para Android e IOS.

O aplicativo oferece informações de utilidade pública, dicas de prevenção e um mapa dos postos públicos de saúde mais próximos. Por fim, a tele decidiu liberar mais canais e conteúdos para os clientes de TV por assinatura.

Na mesma linha, a Oi reforçou os plantões de implantação, reparo e manutenção de serviços. A empresa segue trabalhando nas instalações de banda larga, que nesse momento são muito procuradas. A tele também está orientando seus técnicos quanto aos procedimentos de higienização e uso de máscaras.

A Oi também ampliou as formas de acesso a seus serviços digitalizados para garantir mais agilidade no atendimento a seus usuários em demandas como pagamento, emissão de segunda via e solicitação de serviços e reparos.

A operadora vai liberar o envio de mensagens de texto com informações das autoridades para todos os seus usuários, de forma gratuita.

A companhia está analisando como facilitar e ampliar o acesso dos usuários às informações disponibilizadas pelas autoridades sanitárias brasileiras, com franquia gratuita de dados de banda larga para acesso de sites de instituições governamentais. Para os clientes de TV por assinatura, a Oi liberou o sinal de mais canais até 28 de março.

A TIM oferecerá mais conectividade, visando atender neste período a uma maior demanda por informação, transações, trabalho, educação e entretenimento, sem custos adicionais para seus clientes.

Os clientes dos planos pós e controle receberão bônus de dados através do aplicativo MEU TIM. No pré-pago, serão disponibilizados até 100MB adicionais por dia, atrelados a um vídeo educativo sobre o COVID-19 no portal da TIM. Os planos contam ainda com SMS ilimitados. Para quem está viajando, a TIM também irá liberar o dobro de dados em roaming internacional nos Estados Unidos e Europa para aqueles clientes que, por ventura, estejam fora do Brasil.
 
Para incentivar o trabalho remoto, a empresa não descontará o tráfego de dados das ferramentas do Microsoft Office 365 de todos os clientes pós-pagos, liberando acesso a serviços como o Outlook – aplicação para receber e enviar e-mails – e o Microsoft Teams, hub de colaboração que possibilita reuniões por vídeo chamada, chat e compartilhamento de documentos com diversas pessoas simultaneamente. Diversos planos contam também com o TIM Protect Backup, permitindo aos usuários salvar e compartilhar dados na nuvem.
 
Em breve, os clientes de todos os planos poderão acessar o aplicativo coronavírus SUS sem consumir dados da sua franquia de internet. Desenvolvido pelo Ministério da Saúde, o app disponível gratuitamente para Android e iOS traz atualizações, notícias e mapas indicando unidades de saúde próximas e orientações sobre os sintomas, indicando quando é necessário ir a hospitais.
 
O TIM Live já garante pacotes de internet fixa que não possuem limite de uso de dados e entregam taxas de velocidade de download e upload na ultra banda larga (UBB) muito acima da média do mercado.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre negócios