Consultorias: programa do Sebrae leva aporte para empresas em processo de retomada

Especialistas auxiliam na reorganização de negócios. Programa Revita leva informação para todas as regiões do Estado

Legenda: No mercado há quatro anos, Dedoca Gourmet passa por melhorias da gestão financeira.
Foto: Divulgação

No processo de retomada da economia cearense, o auxílio para a reestruturação dos pequenos negócios passa, também, por aprendizado de estratégias de gestão da empresa. Nesse ponto, o aporte de uma consultoria aponta em quais aspectos o empreendimento pode se remodelar ou aplicar novos investimentos. Desde o fim de junho, o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Ceará (Sebrae/CE) executa o Programa Revita junto a empresas locais, que tem o uso de consultorias como uma das ações previstas.  

Com quatro anos de operação exclusivamente para o mercado de delivery de refeições, a Dedoca Gourmet é um dos empreendimentos que estão no processo de acompanhamento do Revita. Apesar do uso de delivery ter crescido durante os meses de isolamento, de acordo com Djane Ponte, sócia-proprietária da Dedoca, localizada no bairro Parangaba, como a maior parte dos clientes são das classes C e D, a redução no orçamento dessas famílias acabou prejudicando o faturamento. 

“Quando o Sebrae fez o diagnóstico da nossa empresa, viu que tínhamos um produto extraordinário, mas que precisávamos fazer uma remodelação na gestão financeira. Traçaram esse diagnóstico, começamos a fazer a consultoria, que é um formato bastante interessante”, explica Djane. O processo de aprendizado foi facilitado por conta das reuniões serem on-line, destaca a empresária. 

Com atuação direta nas empresas, o objetivo do programa é passar informações sobre as adequações dos empreendimentos para as medidas de proteção e analisar quais melhorias podem ser realizadas em cada negócio, por meio de um diagnóstico empresarial. Caso haja a necessidade de contratação de uma consultoria, é ofertado um subsídio de 85% a 100%. No Estado, atualmente, são cerca de 70 empresas participantes. Empresários interessados podem realizar a solicitação pelo portal.

O Programa Revita atende a 47 segmentos empresariais. As ações do programa são compostas por seis eixos: inovação, reestruturação financeira, readequação do ambiente legal, mercado, gestão 4.0 e setor x território. Em cada contexto de empreendimento, podem ser aplicados todos ou apenas os eixos necessários à necessidade da empresa. No caso da Dedoca Gourmet, um dos principais focos é o da reestruturação financeira.

Com média mensal de quatro mil entregas, a empresa, mesmo com o bom volume de arrecadação, o valor não era revertido em lucro, por conta de dificuldades da gestão financeira. Assim, as ações dos consultores do Revita se voltaram para realizar uma administração adequada dos aspectos operacionais, como controle de estoque e custos do dia a dia.

Outro ponto favorável, explica Djane, é a utilização de ferramentas de gestão simples e gratuitas, evitando que haja mais gastos na empresa. “Eles moldam a consultoria à realidade da empresa e não o contrário. Era um momento que não tínhamos dinheiro pra investir e, se não cuidássemos das finanças, íamos demitir, coisa que não fizemos.” Desde o início do acompanhamento, em setembro, a Dedoca aumentou em 20% o quadro de funcionários, gerando 10 empregos diretos e 10 indiretos.  

“Os empresários têm consciência das necessidades de melhoria. Entretanto, a falta de tempo e o fato de muitos deles estarem diretamente envolvidos na operação do negócio impactam diretamente na dedicação aos processos de gestão. Às vezes, é preciso um ‘empurrãozinho’ de fora”, relata Rafael Albuquerque, articulador do Sebrae/CE na Unidade de Gestão do Relacionamento com o Cliente. 

Reestruturação planejada

Legenda: Morador do município de Cruz, Clairton Freitas realizou cursos para auxiliar na gestão do negócio.
Foto: Divulgação

No caso do microempreendedor individual (MEI) Clairton Freitas, sócio-proprietário da CF Variedades, no município de Cruz, o período da pandemia afastou um investimento realizado em 2019. No ano passado, o empresário havia mudado a sede da empresa para a região do centro da cidade, que possui maior fluxo de pessoas. Com a diminuição da renda, optou por voltar ao local anterior. 

Com o fechamento do comércio, Clairton passou a investir em vendas online por meio das redes sociais. “Surgiram muitas dúvidas, aí tive que cair para estudo. Comecei a fazer muitos cursos no Sebrae. Fiz sobre a questão de liderança, de precificação, de gestão de empresa”, conta. No mês de agosto, após contato do Sebrae, Clairton foi convidado para participar do Revita. 

No momento, o empreendedor está recebendo suporte nas áreas de marketing e vendas. “Achei bem interessante, primeiro por você conversar com alguém que sabe da sua dor. Tinha muitas dúvidas e não tinha com quem compartilhar. Com a consultora tudo isso foi conversado e ela me deu as orientações”, comenta Clairton. As ações planejadas junto ao Sebrae serão implantadas durante os próximos seis meses. 

Ações no interior do Estado

Com 12 escritórios regionais, um dos trabalhos do Sebrae/CE é dar suporte para empresas no interior do Ceará. Na região Centro Sul, por exemplo, composta por 18 municípios, se destacam empreendimentos dos setores varejista, beleza, moda, bares e restaurantes, ovinocaprinocultura, entre outros. 

“Inicialmente, alguns segmentos estavam bem fragilizados e com poucas perspectivas. Outros acreditavam que as coisas voltariam ao normal, porém não entendiam a urgência em se antecipar nas adequações para quando retomassem suas atividades, necessitando de adequações para a recepção segura dos seus clientes”, relembra Elizangela Andrade, articuladora do Sebrae Centro Sul. Por conta disso, o Serviço intensificou a realização de ações on-line, como lives, além de atendimentos para a redução de dúvidas e processos de consultoria, além de uma área dedicada no portal com diretrizes de retomada para diferentes tipos de empreendimentos. 

Elizangela também informa que o feedback vem sendo positivo, por conta da atualidade dos temas retratados, uso de ferramentas digitais e observações sobre o comportamento atual dos consumidores.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre negócios