Como economizar até 20% no churrasco com cortes mais baratos

Com cuidado no preparo, é possível manter o churrasco do final de semana mesmo na impossibilidade de comprar picanha ou maminha

Faca cortando carne
Legenda: É possível escolher outras proteínas além da bovina para baratear o custo do evento
Foto: Agência Brasil

Cortes bovinos mais nobres para churrasco se tornaram um luxo diante do aumento do preço das carnes diante da inflação. Em Fortaleza, um churrasco para dez pessoas gira entre R$ 213 e R$ 287, mas é possível economizar até priorizando a escolha de cortes considerados “de segunda”. 

A professora e coordenadora no curso de bacharelado em gastronomia da UFC, Alessandra Carneiro, destaca que o ideal é conhecer diferentes métodos de cozimento para conseguir fazer pratos saborosos mesmo com as carnes que não costumam ser protagonistas do churrasco. 

A escolha de entradas mais baratas antes das carnes principais também pode agradar os convidados e diminuir o custo total do evento.  

Atenção ao preparo 

Acém, fraldinha e costela são alguns cortes mais em conta que podem trazer uma economia de até 20% comparando com outras opções mais nobres, conforme calcula Alessandra Carneiro. Por terem menos gordura, a forma de preparo deve ser diferente para que a carne continue macia. 

“A fraldinha pode ser levada a grelha em peça inteira com sal grosso. Ela pode ser aromatizado com alho ou tomilho e, antes de sair do braseiro, ser pincelada com manteiga, o que promove uma untuosidade, já que ela não é uma carne “gorda”, isto é, quando comparada com a gordura encontrada na picanha e na maminha”, ensina a professora. 

peça de costela na brasa
Legenda: A peça da costela deve ser cortada apenas no momento de servir para manter a suculência
Foto: Shutterstock

A especialista explica que a costela deve ir já temperada e envolta em papel alumínio na parte mais alta da churrasqueira, para ter um cozimento lento. “Para esse tipo de corte faça opção por peças inteiras, sendo fatiadas momento próxima ao consumo. Assim elas se mantêm suculentas”, indica. 

Existem aqueles que descrevem que churrasco sem picanha não é churrasco. Ao meu ver, o churrasco, como qualquer outro tipo de preparação, pode sim se adaptar a períodos de “escassez”, só não podem deixar de existir. A criatividade pode ser usada para manter os churrascos mesmo sem a tão cobiçada picanha, pensando na qualidade do preparo, mas com a redução do custo
Alessandra Carneiro
professora e coordenadora do curso de gastronomia da UFC

Outros tipos de proteína 

A carne bovina está mais cara, mas outras opções também saborosas podem compor o cardápio do churrasco. A linguiça é mais barata e, fatiada, serve bem como um tira gosto antes do restante das carnes. 

Outra opção é apostar no queijo coalho na brasa com melaço, o que agrada inclusive possíveis convidados vegetarianos. 

O influenciador digital de churrascaria, Jorge Nogueira, conta que a picanha pode estar presente mesmo em um churrasco mais em conta, escolhendo a proteína suína.  

“A gente tende ligar o churrasco à carne vermelha, mas não é necessário. Vai de acordo com a realidade de qualquer um. Picanha suína é um corte muito barato e muito saboroso, consegue comprar de R$ 29,90 em preço promocional”, destaca. 

Ele diz que costuma utilizar até peixe em seus churrascos. Uma dica é colocar a tilápia sem espinhas na brasa, temperada com azeite, pimenta do reino e sal de parrilla.  

Entradas 

Tão importante quanto as carnes principais são as entradas do churrasco. Investir em opções saborosas é uma opção para alimentar os convidados e precisar de um volume menor de carne.  

Pão de alho é uma entrada bastante saborosa, barata. Tem o ‘pãoliça’ que é a linguiça em uma travessa com queijo ralado, requeijão, chimichurri. Coloca a linguiça no pão e leva ao braseiro, faz uma entradinha show de bola. O churrasco não é somente pegar uma alcatra e colocar na brasa
Jorge Nogueira
Influenciador digital de churrascaria

Alessandra também indica coxinha e asa de frango, além do coração de galinha, cortes que tem o quilo mais barato e rendem bastante como entrada. 

Os acompanhamentos também são importantes. Vegetais na brasa, farofa, vinagrete e o tradicional baião de dois somam ao cardápio do evento.  

“Nossos churrascos podem até incluir outras preparações para se manterem como um evento social de confraternização e comemoração, só não podem é deixar de existir pelo custo alto de certos cortes de carnes”, coloca. 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre negócios