Ação da Brisanet começa abertura de capital em queda e fecha dia em estabilidade

Os papéis da provedora de internet cearense chegaram à bolsa custando R$ 13,92 e fecharam o dia em R$ 13,93

pessoas comemorando ipo com o logo da brisanet ao fundo
Legenda: A ação teve valorização de 0,07% ao longo do dia
Foto: Cauê Diniz

A provedora de internet cearense Brisanet fechou seu primeiro dia na bolsa de valores em estabilidade. A ação teve queda de 9,70% por volta das 10h20, mas fechou o dia em leve alta de 0,07%

Os papéis da empresa cearense chegaram ao mercado em R$ 13,92, piso da faixa definida pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM), que tinha R$ 17,26 como preço máximo.  

No início da manhã, logo após a abertura de capital, a BRIT3 teve queda de valor para R$ 12,56. Ao longo do dia, a ação atingiu o pico de R$ 14,11 por volta das 16h20. 

A ação ficou em R$ 13,93 no fechamento da bolsa. O volume negociado ao longo do dia foi de R$ 12,8 milhões. 

Sobre a empresa 

Fundada por José Roberto Nogueira há 22 anos, a Brisanet já é a maior ISP do país, com cobertura exclusiva no Nordeste. A empresa atua como provedora de internet via fibra óptica, TV por assinatura, streaming de música, telefonia fixa e móvel. 

A cobertura do serviço ultrapassa 200 cidades, nos estados de Alagoas, Ceará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe. No total, são cerca de 730 mil assinantes. 

A provedora de internet conta com mais de 14.400 km de infraestrutura de backbone, 150 Data Centers próprios e 35.100 km de cabos FTTH (“fiber-to-the-home”).   

Segundo a empresa, a receita operacional líquida em 2020 chegou a R$ R$ 471,8 milhões, uma alta de 48,2% comparado com os R$ 214,9 milhões de 2018. 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre negócios