'Me chamava de loira burra', diz Vera Fischer sobre diretor da Globo

Em entrevista ao Conversa com Bial, a atriz contou ainda que foi vítima de assédio sexual

Escrito por Redação,

Zoeira
Legenda: Vera Fischer foi a entrevistada de sábado do programa Conversa com Bial
Foto: Reprodução/TV Globo

A atriz Vera Fischer revelou em entrevista ao Conversa com Bial desse sábado (21) que sofreu assédio moral por parte do diretor Walter Avancini (1935-2001) durante as gravações da novela 'Sinal de Alerta' (1978), da TV Globo. 

"Ele dizia assim: 'Chora, sua loira burra, sua loira alemã que não sente nada, que não sabe chorar'. Eu falava então: 'Venha aqui me ensinar como que é que faz, qual é o botão que liga'".

De acordo com Vera, o diretor usava ofensas e xingamentos com os atores para que chorassem em cena. O elenco ficava espantado. "Essa gente (ficava) toda parada". 

Além de Vera, integravam o elenco de 'Sinal de Alerta' os atores Paulo Gracindo (1911-1995), Vanda Lacerda (1923-2001) e Yoná Magalhães (1935-2015). 

A atriz disse que precisou se impor "desde a primeira novela" por conta das situações vividas no trabalho na década de 1970. 

Vera também relata ter sofrido situações de assédio sexual. "Tinha gente me cantando, eu dava umas desculpas que eu não posso falar agora porque são disgusting (em tradução livre, nojentas), mas eu me safava".