Morre cão dos bombeiros do Ceará que atuou nas buscas por vítimas do Edifício Andrea

Uno estava aposentado do CBM-CE por idade avançada desde 2020

Escrito por Redação,

Ceará
cão uno do corpo de bombeiros
Legenda: Animal integrou a corporação durante uma década
Foto: Divulgação

O Corpo de Bombeiros do Ceará (CBM-CE) informou o falecimento do cão Uno, que atuou no resgate de vítimas do rompimento de uma barragem, em Brumadinho (MG), e mais recentemente na queda do Edifício Andrea, em Fortaleza. A causa da morte não foi revelada. 

"Ele foi certificado nacionalmente duas vezes. Era um dos melhores cães de busca do Ceará e do Brasil", ressaltou a corporação em nota de pesar publicada nas redes sociais. 

Ainda segundo o CBM-CE, Uno havia sido adotado pelo Tenente J. Maria, seu condutor nas operações, e não estava mais em atividade de rua. 

morre cão do corpo de bombeiros
Legenda: Animal havia sido adotado pelo tenente J. Maria
Foto: Divulgação

Uno foi aposentado da corporação aos 10 anos, em fevereiro de 2020, por causa da idade avançada. Em uma década, ele atuou em ocorrências de ocultação de cadáver, busca por pessoas perdidas em matas e vítimas de estruturas colapsadas.

A última ocorrência da "carreira" do cão foi em outubro de 2019, data do desabamento do edifício residencial Andrea, no bairro Dionísio Torres, em Fortaleza. À época, sete andares desmoronaram deixando nove mortos e sete feridos. 

Entre as ocorrências fora do Ceará, o animal esteve na tragédia de Brumadinho, que deixou ao menos 261 mortos após o rompimento da barragem da mina Córrego do Feijão, da mineradora Vale.