'Um dos mais criativos parceiros que eu já tive', lembra o cearense Fausto Nilo sobre Moraes Moreira

O baiano faleceu nesta segunda-feira (13), em decorrência de um infarto

Legenda: A dupla apresentou o show 'Corações Democratas' no Ceará em 2019
Foto: Guilherme Silva / Cineteatro São Luiz

Parceiros há mais de 40 anos na criação musical, Moraes Moreira e Fausto Nilo são donos de canções que fizeram sucesso nas vozes de intérpretes como Caetano Veloso, Gal Costa, Marina Lima, Trio Elétrico Dodô e Osmar e muitos outros.

O baiano faleceu nesta segunda-feira (13), após sofrer um infarto agudo do miocárdio. A parceria, que transbordou as relações profissionais, é relembrada com carinho por Fausto. "Me fez muito bem o convívio com o Moraes, era uma pessoa muito alegre, muito bacana. Era um querido amigo, a gente se ligava sempre", revela o cearense ao Verso.

Moraes e Fausto começaram a trabalhar juntos em 1978 e dividiram mais do que a profissão. "Ele me ajudou num período difícil, o da ressaca da ditadura, que foi quando a gente começou a trabalhar. Pessoalmente, eu tive muito proveito disso, considero que fui muito beneficiado", lembra o cearense.

A parceria profissional rende até hoje com músicas que fazem parte da história de muitos brasileiros, tais como "Chão da Praça", "Pão e poesia", "Bloco do Prazer" e "Eu Também Quero Beijar". Para Fausto, o criador dos Novos Baianos foi "um dos mais criativos parceiros que eu já tive. Uma pessoa que a toda hora estava com um violão, tentando alguma coisa e com muita liberdade e ousadia".

O cearense usou as redes sociais para homenagear o amigo. "Partiu meu querido amigo e parceiro e tenho certeza que ele está bem", disse na publicação. 

As obras são motivo de orgulho para Fausto. "São canções de muita atualidade. 'Meninas do Brasil', por exemplo, serve para os dias atuais e graças a ele que me ajudou com isso, com uma melodia maravilhosa."

"Deus me faça brasileiro, criador e criatura / Um documento da raça pela graça da mistura / Do meu corpo em movimento, as três graças do Brasil / Têm a cor da formosura". Diz a música integrante do álbum "Bazar brasileiro", de 1980, que retrata a miscigenação do país e fala de três meninas com corações democratas.

Em agosto de 2019, a dupla apresentou no Ceará o show "Corações Democratas", que reuniu esse rico repertório.  Os shows aconteceram em Quixeramobim, terra natal de Fausto Nilo, e no Cineteatro São Luiz, em Fortaleza.  

Em entrevista ao Verso na época, Moraes contou como se conheceram. "Encontrei Fausto numa noite, durante festa de uma amiga em comum, e ele virou um dos meus principais parceiros. De cara, a gente se deu. Ficou muito fácil fazer música". 

Você tem interesse em receber mais conteúdo de entretenimento?