Tudo o que você precisa saber sobre o Cine Ceará 2021, da programação híbrida aos mais de 40 filmes

Evento inicia neste sábado (27), exibindo obras de grandes nomes do cinema e do audiovisual cearense, nacional e mundial

Legenda: “Fortaleza Hotel”, de Armando Praça, abrirá a Mostra Competitiva ibero-americana de Longa-metragem
Foto: Divulgação

É chegada mais uma edição do Cine Ceará - Festival Ibero-americano de Cinema, um dos eventos mais importantes do segmento no Brasil. Neste ano, devido à pandemia de Covid-19, as mostras acontecem na internet e nas salas do Cineteatro São Luiz e do Cinema do Dragão do Mar, a partir de sábado (27) até o dia 3 de dezembro.

Assim, o evento ativa equipamentos culturais localizados em Fortaleza, mas também se preocupa em exibir os filmes de forma virtual, democratizando o acesso a pessoas em todo o mundo.

Mais de 40 produções, entre longas e curtas-metragens, mergulharão o público na magia da sétima arte, oportunizando também múltiplas reflexões a partir das temáticas abordadas nas obras.

Os trabalhos são conduzidos por alguns dos nomes mais importantes do cinema e do audiovisual cearense, nacional e internacional, a exemplo de Karim Aïnouz, Petrus Cariry, Armando Praça, Bárbara Cariry, Natália Gondim, entre outros.

Abaixo, confira um breve guia de tudo o que você precisa saber sobre o Cine Ceará 2021.


Programação híbrida

O evento acontece de 27 de novembro a 3 de dezembro em formato híbrido – sendo o presencial realizado em Fortaleza e, de modo virtual, no Canal Brasil, Canais Globo, Globoplay + Canais ao Vivo, no Youtube do evento e na TV Ceará. 

Neste ano, o festival retorna com mais força às salas de cinema, mas segue oferecendo a possibilidade de o público de outros estados ou países acompanhar as atividades diárias.

Legenda: O Cineteatro São Luiz será um dos equipamentos que sediará as sessões e atividades relacionadas ao evento em Fortaleza
Foto: Saulo Roberto

Para a programação no Cineteatro São Luiz e no Cinema do Dragão, os ingressos serão gratuitos e disponibilizados no site da Bilheteria Virtual a partir das 10h, em todos os dias de evento, inclusive na abertura e no encerramento. 

Grandes homenagens

A solenidade de abertura do 31º Cine Ceará acontecerá neste sábado (27), a partir das 19h30, no Cineteatro São Luiz. Na ocasião, serão homenageados a atriz Marta Aurélia e o cineasta Halder Gomes. Os cearenses serão agraciados com o Troféu Eusélio Oliveira. 

Marta Aurélia se dedica à arte e à comunicação desde os anos 1980, quando começou a carreira como cantora e entrou para a Rádio Universitária FM –  emissora onde fez produção e locução de programas musicais e jornalísticos por 30 anos.

Na sequência, se tornou atriz com atuação premiada em teatro e cinema, como aconteceu com a participação no filme "Milagre em Juazeiro", de Wolney Oliveira, nos festivais de Brasília e Cuiabá, nos quais recebeu, respectivamente, prêmios de Melhor Atriz Coadjuvante e Atriz Revelação.

Legenda: Diretor de sucessos como "Cine Holiúdy" e "Os Parças", Halder Gomes será um dos homenageados no evento
Foto: Dudu Abreu

Halder Gomes, por sua vez, é mais conhecido pelo fenômeno "Cine Holiúdy" – filme brasileiro com melhor média de público por sala em 2013 – e por outros projetos responsáveis por projetar o humor e as características do Ceará para as mais diversas praças.

Outros projetos de sua realização são os filmes "Shaolin do Sertão" (2016), "Os Parças" (2017) e "Cine Holliúdy 2: A Chibata Sideral" (2019). Além disso, também esteve à frente de curtas-metragens e co-dirigiu, com Glauber Filho, o filme "As Mães de Chico Xavier" (2011).

Trabalhos marcantes

Outro componente valioso da 31ª edição do Cine Ceará são os marcantes trabalhos que desfilarão aos olhos do público durante os dias de festival.

O filme que abre a Mostra Competitiva ibero-americana de Longa-metragem, por exemplo, é “Fortaleza Hotel”, de Armando Praça, em première mundial. O diretor venceu o 29º Cine Ceará com “Greta”, recebendo os prêmios de Melhor direção, Melhor Filme e Melhor Ator, para Marco Nanini.

Por outro lado, o evento encerra a competição ibero-americana com outra première mundial, desta vez a ficção “A Praia do Fim do Mundo”, de Petrus Cariry, diretor do elogiado "O Barco".

Irmã de Petrus, Bárbara Cariry também integra a programação, apresentando o filme "Pequenos guerreiros". O longa faz parte da mostra O Primeiro Filme a Gente Nunca Esquece.

Diversos outros grandes nomes comporão as sessões, a exemplo de Natália Gondim, Bárbara Paz, Bruno Gularte Barreto e Macha Colón. Logo após a solenidade de encerramento e premiação do festival, no dia 3 de dezembro, ganha as telas “O Marinheiro das Montanhas”, de Karim Aïnouz.

O filme, um dos mais aguardados desta edição, terá exibição hors concours na cidade natal do diretor, trazendo para o ecrã um diário de viagem filmado na primeira ida de Karim à Argélia, país em que o pai do cineasta nasceu. 

Na seção de curtas-metragens, dentre vários filmes de singular envergadura, está "Sebastiana", de Cláudio Martins, uma premiada adaptação do livro "Ela tem olhos de céu"(Editora Gaivota), da escritora e jornalista cearense Socorro Acioli, colunista do Diário do Nordeste. A obra literária foi vencedora do Prêmio Jabuti 2013 na categoria "Infantil" e é ilustrada por Mateus Rios. 

Incentivo à formação

Ultrapassando a apreciação dos filmes, neste ano o Cine Ceará, em parceria com a Rede Cuca, vai oferecer uma MasterClass online ministrada pelo cineasta Vicente Ferraz. O diretor debate a Jornada do Herói e o uso da dramaturgia em documentários. 

Além disso, como é de costume, haverá debates com os realizadores das obras das mostras competitivas de longas e curtas-metragens, sempre a partir das 9h30 no Hotel Plaza Praia Suítes, em Fortaleza.

Legenda: O cineasta Vicente Ferraz vai oferecer uma masterclass online sobre a Jornada do Herói e o uso da dramaturgia em documentários
Foto: Divulgação

A programação desses momentos acontece a partir de domingo (27). As coletivas poderão ser acompanhadas pela equipe das produções e credenciados no festival.

Atenção ao social

Anualmente, o festival recebe o público para as exibições das Mostras Sociais. As sessões também vão ocorrer em formato híbrido. O longa-metragem da mostra O Primeiro Filme a Gente Nunca Esquece será exibido no Cineteatro São Luiz; já os longas das mostras Acessibilidade e Melhor Idade estarão disponíveis na TV Ceará, às 22h, no domingo, dia 28 de novembro, e no dia 5 de dezembro, respectivamente.

Nesta edição, o Prêmio Água e Resistência apresentará cinco curtas de até três minutos no Cineteatro São Luiz, que também ficarão disponíveis no Youtube do Cine Ceará no sábado (27), às 13h. São quatro ficções (“Água-Viva: e se a água tivesse vida?”, de Emily Coelho; “Rachel”, de Isaac Apolônio e Fernando Lessa; “JEANStopia”, de Gabriel Viggo e Murilo da Paz; e “A Falta de Algo Básico”, de Sara Agatha) e um documentário (“Água e Resistência”, com direção de JJ). 

Já a Mostra Pontes Criativas apresentará cinco curtas de até três minutos que poderão ser conferidos no Youtube do festival no sábado (27), às 14h, com apresentação dos dois curtas vencedores no Cineteatro São Luiz, na quinta-feira (2), às 19h30.

Cine Ceará na estrada

Em mais uma parceria inovadora, o Cine Ceará e o Banco do Nordeste realizam a Mostra Itinerante BNB, responsável por levar parte da programação do evento para Centros Culturais do Banco do Nordeste.

Os equipamentos estão localizados em Fortaleza e Juazeiro do Norte, no Ceará, e Sousa, na Paraíba. Oportunidade única de fazer com que toda a qualidade da programação possa ser acessada de forma presencial por outros públicos.


Serviço
31° Cine Ceará – Festival Ibero-americano de Cinema
De 27 de novembro a 03 de dezembro. Formato presencial em Fortaleza, no Cineteatro São Luiz e no Cinema do Dragão. Formato virtual por meio do Canal Brasil, Canais Globo e Globoplay + Canais ao Vivo, TV Ceará e canal do Cine Ceará no YouTube. Mais informações no site, e-mail (contatos@cineceara.com) e nas redes sociais do evento (instagram e facebook)

Você tem interesse em receber mais conteúdo de entretenimento?