Mila Costa e a arte de sorrir das pequenas coisas da vida: 'Meu humor não é esse da piada pronta'

A digital influencer cearense conversou sobre família e as inspirações para o trabalho de colunista

Escrito por Antonio Laudenir, laudenir.oliveira@svm.com.br

Verso
Matéria-prima do trabalho feito pela cearense está no cotidiano
Legenda: Matéria-prima do trabalho feito pela cearense está no cotidiano
Foto: Fabiane de Paula

Com mais de 310 mil seguidores no Instagram, Mila Costa assume fazer sátiras da vida comum e adulta. E a matéria-prima ao conteúdo criado pela cearense reside no banal, nos detalhes que vez ou outra deixamos escapar do cotidiano. 

Mudanças profundas ditaram os últimos três anos da digital influencer e colunista do Diário do Nordeste. Veio a maternidade, casamento, morar em outro Estado. A receita para lidar com tantas conquistas é inspiradora. “Sempre gostei de ver o humor nas coisas”, adverte.  

Mila Costa visitou Fortaleza na última semana. Bastam poucos minutos ao lado da influenciadora para perceber o carisma que contagia as redes sociais é real. Fãs pedem selfie e o sorriso farto não deixa escapar nada. “Legal o calor do pessoal, né?”. “Ave-maria é todo lugar que eu vou. Todo não, vai... Três de 10”, brinca.  

Perguntada sobre o desafio de escrever uma coluna semanal, cujo método e ritmo diferem da realidade dos stories e vídeos, ela explica serem facetas que caminham juntas. “A mesma pessoa, né? Só que no Instagram não consigo mostrar tanto”, aponta sobre a produção enquanto escritora.  

“Esse lado existe, é muito presente sempre. Não é algo que uma vez ou outra vem uma inspiração e eu escrevo. Não. É algo do dia a dia. Tenho sempre esse observar sobre as coisas e busco ter um olhar mais atento às pequenas situações. Gosto, é natural” 

"Details"

A história de sucesso nas redes sociais começou naturalmente. Advogada com pós-graduação em marketing, a cearense vivia a fase de concurseira. Ao seu modo, com o perfil “No caso concurseira”, passou a dividir as angústias de quem batalha para se dar bem nestas provas de admissão 

Radicada em Recife, Mila Costa deu à luz sua primeira filha, Manuela, fruto da união com o pernambucano João Gabriel, mais conhecidos pelo seguidores por 'Rapazinho'. Os pets Peter e Arya completam o universo familiar que caiu nas graças dos seguidores. Compartilhar o dia a dia nas redes é encarado como trabalho.  

Trajetória da cearense começou a partir da visão bem humorada da vida de concurseira
Legenda: Trajetória da cearense começou a partir da visão bem humorada da vida de concurseira
Foto: Fabiane de Paula

“Acaba que eu me obrigo a estar presente sempre. Não é toda vez que estou afim. Algumas vezes apareço menos, mas esse menos já é muito. Tento lidar. Por exemplo, trabalho com algumas marcas. Tenho o cuidado de não fazer um dia só de publicidade. As pessoas estão me esperando que eu apareça para falar sobre algo do meu dia, nem que seja entre quatro paredes, ali, no meu apartamento que é onde hoje eu fico 80% do tempo”, detalha.  

Mila Costa é atenta observadora, mas prefere creditar também essa característica ao processo de terapia. Cada passo e mudança obedecem a auto análise e autocritica. Daí surgem os temas que explora em sua coluna. O olhar sobre o casamento, ter filho, a parte do puerpério, ver a filha crescer, a sogra que vai em casa, os avós.  

Origem do humor 

A influencer explica que com os anos, o humor que lhe era habitual desde criança a permitiu lidar com a realidade com uma perspectiva mais leve. Foi esta escolha que mudou sua carreira profissional. “Rir das situações ao invés de ficar muito p* da vida”, conversa. 

Das influências quando o assunto é bom humor, cita os trabalhos dos cearenses Moisés LoureiroHaroldo Guimarães e Edmilson Filho. Muitas referências na área, lembra, estão além das fronteiras do Estado. São os casos de Tatá Werneck (“Acho ela extremamente nem aí, adoro”. Acredito que a pessoa dela deva ser muito legal") e Fábio Porchat

“Nosso humor é completamente diferente do país inteiro. Por isso, eu acho que tenho muitos seguidores em Fortaleza ainda. Fecho muita publicidade ainda aqui, mesmo depois de ter saído.  Acaba que fica minha cara ainda do cearense, no sentido do humor, muito impressa ali. Aquele humor cearense, do deboche”, reflete a autora.    

Improviso, acidez e sensibilidade: marcas do humor de Mila Costa
Legenda: Improviso, acidez e sensibilidade: marcas do humor de Mila Costa
Foto: Fabiane de Paula

Pergunto se existe a possibilidade de Mila Costa explorar outras mídias e plataformas. Quem sabe um filme? “Nunca fui chamada para essas coisas. Nunca penei em fazer stand up, pois não me considero humorista, não me coloco nessa casa, apesar de achar incrível. Não me imagino mesmo, apesar de me pedirem. Tenho vontade de fazer coisas desse gênero, televisão e tal. Não vai dar para ficar com 50 anos mostrando o cachorro, né?” 

Por enquanto, os planos estão mais próximos do coração. Após batizar Manoela, próximo passo para 2022 é a cerimônia e festa de casamento. “Muita coisa mudou em três anos. Conheci ele, mudei de cidade, fui morar junto e tive filho. E já quero outro. Amo. Achei tudo que há”, finaliza Mila Costa.