Fotógrafa cearense realiza exposição na Noruega sobre os desafios da população LGBTQIA+ no Brasil

A mostra contém uma videoinstalação e fotografias analógicas, tiradas durante a última visita de Nayara Leite ao Brasil

Esta é um autorretrato de Nayara Leite
Legenda: Nayara Leite realiza exposição na Noruega a partir de cartas enviados à amigos do Brasil
Foto: Nayara Leite

Cartas enviadas de Bergen, na Noruega, chegaram ao Ceará, Bahia e São Paulo em abril de 2019. Na correspondência, a cearense Nayara Leite perguntava aos amigos que moram no Brasil como eles, como parte da comunidade LGBTQIA+, estavam se sentindo em relação aos discursos homofóbicos que se fortaleceram no país na época. 

As respostas às cartas resultaram no projeto “Meus Caros Amigos - Parte II”, de autoria da fotógrafa, que mora na Noruega há dois anos. A mostra faz parte da exposição MA2020 (“Master of Arts 2020”, ou “Mestrado em Artes 2020”, em português),  que abre nesta sexta-feira (21), em Bergen, e segue até 13 de setembro. 

O projeto busca provocar uma reflexão aos visitantes sobre a luta das pessoas LGBTQIA+ que moram no Brasil, explica Nayara. Para isso, a fotógrafa apresenta uma videoinstalação e oito retratos analógicos em preto e branco dos destinatários das cartas. 

“Eu quero que os visitantes entendam o que está acontecendo no Brasil, e que eles vejam o que um governo autoritário pode fazer com o seu povo. Quero também que eles reflitam sobre a posição de privilégio em que estão inseridos. Eu tenho cada vez mais me conscientizado do meu privilégio por estar morando em um país relativamente seguro para pessoas LGBTQIA+, mas sei que a realidade do Brasil é completamente diferente”, esclarece.

videoinstalação é uma compilação das cartas que a expositora escreveu com as respostas que ela recebeu, mostradas em duas TVs. Um dos televisores exibe a correspondência enviada por Nayara em abril de 2019, e o outro mostra o depoimento dos destinatários por escrito. Nos vídeos, a fotógrafa lê as cartas em português, que contêm legendas em inglês. “Nem todos os amigos conseguiram mandar uma resposta, e eu simbolizo essa ausência com alguns segundos de silêncio”, relata. 

Esta é uma imagem da exposição Meus Caros Amigos – parte II, da fotógrafa cearense Nayara Leite
Legenda: A exposição traz cartas enviadas pela fotógrafa Nayara Leite aos amigos LGBTQ+ que moravam no país e sua relação com o discurso homófico predominante no país
Foto: Nayara Leite

As fotografias analógicas foram tiradas durante a última visita de Nayara ao Brasil, em julho do ano passado. A expositora explica que não conseguiu fotografar todos os participantes do projeto por questões logísticas e, por isso, se limitou a registrar somente os seus amigos que moravam em Fortaleza

A exposição contém ainda uma homenagem à vereadora Marielle Franco, assassinada em março de 2018. A fotógrafa preparou cartões postais para distribuir gratuitamente aos visitantes da mostra. Neles, Nayara conta a história da socióloga e suas lutas. Na parte da frente, há uma foto tirada pela expositora em Recife, a qual mostra uma pichação com os dizeres: “Marielle Presente #elenão”. “Eu também peço para que as pessoas visitem o site do Instituto Marielle Franco e doem para que a luta de Marielle não tenha sido em vão”, detalha.

Esta é uma imagem da Exposição Meus Caros Amigos – parte II
Legenda: Exposição Meus Caros Amigos – parte II realiza uma homenagem à vereadora Marielle Franco
Foto: Nayara Leite
 

A fotógrafa possui trabalhos direcionados a luta LGBTQIA+ no Brasil há mais de três anos e acredita que a arte tem papel importante nesse processo. “Não posso e não vou nunca esquecer do meu país de origem, e acredito que quando a arte vai ao encontro de um engajamento social, ela pode desempenhar um papel importante na luta contra as desigualdades de sexualidade, gênero, raça e classe”, finaliza. 

Mudanças 

A exposição estava prevista para ocorrer inicialmente em abril deste ano, no Museu Bergen Kunsthall, e quase foi cancelada por conta da pandemia da Covid-19. A mudança nas datas também provocou uma alteração no espaço, precisando ser realocada para o museu KODE2. 

As modificações resultaram na mudança do planejamento inicial proposto pela curadora da exposição,  Maya Økland. A fotógrafa relata que outros colegas expositores também precisaram adaptar as obras para se adequar ao novo espaço. “No meu caso, eu não mudei quase nada em relação ao sketch para o primeiro museu, mas adicionei os cartões postais no projeto”, conta.

Para se adequar ao "novo normal", a mostra vai adotar cuidados especiais para prevenir o contágio pelo novo coronavírus. A abertura da exposição terá um horário prolongado, em relação ao habitual, para evitar aglomeração, e o museu permitirá apenas 50 pessoas no local ao mesmo tempo. O espaço também oferece álcool em gel e lenços desinfetantes perto de cada videoinstalação que contenha fones de ouvidos para que os visitantes os limpem antes de usá-los.

Por conta da pandemia, Nayara conta que muita coisa mudou na Noruega. Ainda não é possível, por exemplo, comprar coisas em dinheiro, somente com cartão ou aplicativo para celular. A fotógrafa relata também que os eventos culturais no país, como exposições de arte e performances ao vivo, passaram a ter limite no número de visitantes. 

“O governo norueguês foi bastante ágil em introduzir medidas para evitar a propagação do vírus. No começo de março, quando o número de casos começou a aumentar, o país entrou em lockdown. Universidades e escolas fechadas, comércio fechado. As únicas exceções eram farmácias, supermercados e alguns restaurantes. Era possível sair de casa para ir a esses lugares ou para caminhar no parque ou na montanha, mas sempre respeitando o distanciamento social. Porém, desde que a Noruega permitiu a entrada de turistas, os casos têm aumentado de novo. E eu acredito que a gente vá entrar em um novo lockdown logo logo”, aponta. 

Serviço

Meus Caros Amigos - Parte II

21 de agosto a 13 de setembro

Terça a domingo das 10h às 17h, no museu KODE 2 em Bergen, Noruega

 

Você tem interesse em receber mais conteúdo de entretenimento?