Confira receitas preparadas a partir de espécies nativas do Ceará

Livro digital “Biodiversidade Brasileira: sabores e aromas” conta com a colaboração de gastrônomos, nutricionistas e pesquisadores cearenses

Legenda: Cheesecake de cajá sem glúten e sem lactose
Foto: FOTO: ROBSON MOTA

Caju, cajá, pequi e murici são alguns dos frutos característicos da região Nordeste que ganharam notabilidade em publicação nacional dedicada à difusão e à preservação de espécies nativas do País. O livro “Biodiversidade Brasileira: sabores e aromas”, disponível para download gratuito no site do Ministério do Meio Ambiente, contou com a colaboração de gastrônomos, nutricionistas e pesquisadores cearenses. 

Abaixo, veja receitas de entrada, prato principal, sobremesa e bebida alcóolica que têm como base alguns dos ingredientes mais presentes no Ceará. 

 

1. Envoltine de abobrinha com moqueca de caju 

Lâminas de abobrinha assadas e recheadas com fibra de caju temperada 

Legenda: Envoltine de abobrinha com moqueca de caju
Foto: FOTO: ROBSON MOTA

Entrada / Couvert 

Rendimento: 16 porções  

Porção: 100g   

Rendimento total: 1600g 

Ingredientes: 

  • 2 abobrinhas 
  • 3 colheres de sopa de óleo de dendê 
  • 2 xícaras de chá de cebola roxa (cubo pequeno) 
  • ¾ de xícaras de chá de pimentão verde (cubo pequeno) 
  • 1⅓ xícara de chá de tomate (cubo pequeno) 
  • 1 maço de coentro picado finamente 
  • 1 maço de cebolinha picada finamente 
  • 3½ xícaras de chá de fibra de caju 
  • 2 xícaras de chá de leite de coco 
  • 2 colheres de chá de sal 
  • 2 colheres de chá de pimenta-do-reino 
  • 2 colheres de chá de molho de pimenta 

Modo de preparo: 

  • Fatiar a abobrinha, em um mandolin, no sentido do comprimento, com espessura de 5mm. Dispor as fatias em uma assadeira. Levar ao forno (180°C) por cinco minutos ou até dourar. Reservar.  Moqueca.  
  • Refogar, no óleo de dendê, a cebola, o pimentão e o tomate. Acrescentar o coentro e a cebolinha, picados finamente.  
  • Acrescentar a fibra de caju e adicionar o leite de coco, o sal e a pimenta. Cozinhar. Reservar.  

Montagem: 

  • Dispor as lâminas de abobrinha em papel manteiga, lado a lado, sem espaço entre elas. Rechear com a moqueca de fibra de caju. Enrolar, apertando bem. 
  • Cortar o rolo na largura das lâminas de abobrinha. Retirar o papel manteiga e servir ainda quente. 

Sugestão:

  • Fibra de caju: Furar o fruto, espremer para retirar todo o suco, fatiar ou desfiar o caju.  A porção de envoltine deve conter uma lâmina de abobrinha de 15g, recheada com 85g de moqueca de caju.  

Utensílios utilizados:

  • Mandolin; assadeira; papel manteiga; panela de fundo triplo; faca de chef; pratos para servir; colheres; xícaras. 

 

2. Risoto de pequi com carne de sol  

Arroz arbóreo cremoso cozido com carne de sol e pequi 

Legenda: Risoto de pequi com carne de sol
Foto: FOTO: ROBSON MOTA

Prato principal  

Rendimento: 3 porções  

Porção: 380g  

Rendimento total: 1140g 

Ingredientes: 

  • Fundo de pequi (caldo aromático a base de pequi e vegetais) 
  • ¼ de xícara de chá de tomate (em cubos) 
  • 1½ xícara de chá de cebola branca (em cubos) 
  • ¼ xícara de chá de pimentão verde (em cubos) 
  • 2 xícaras de chá de carne de sol, dessalgada (cubo pequeno) 
  • 2 dentes de alho (em cubos) 
  • 3 colheres de sopa de pequi-branco (polpa) 
  • 3 unidades do caroço de pequi-branco 
  • 1 xícara de chá de vinho branco 
  • 3 colheres de sopa de azeite 
  • 1 colher de sopa de manteiga 
  • 2 xícaras de chá de arroz arbóreo 

Modo de preparo: 

Fundo de Pequi 

  • Cozinhar, em fogo brando, caroços de pequi, cebola branca, pimentão, tomate e alho em dois litros de água, por duas horas ou até a água concentrar o sabor dos legumes. Reservar.  

Risoto  

  • Refogar, com azeite, metade do alho e da cebola, acrescentar o arroz e mexer constantemente para liberar amido.  
  • Adicionar o fundo de legumes ao cozimento do arroz e cozinhar até ficar al dente. Reservar.  
  •  Refogar a carne de sol, com o restante do alho e da cebola. Dourar.  
  • Acrescentar o tomate e o pimentão, mexendo sempre. Misturar a carne refogada ao risoto. Servir, com um caroço de pequi cozido para decorar.  

Utensílios utilizados:

  • Panela funda; faca de chef; panela de fundo triplo; colher de arroz de altileno; copo medidor com bico; peneira; concha; colheres; xícaras. 

 

3. Cheesecake de cajá sem glúten e sem lactose  

Torta cremosa de queijos sem lactose, com massa de biscoito sem glúten 

Legenda: Cheesecake de cajá sem glúten e sem lactose
Foto: FOTO: ROBSON MOTA

Ingredientes: 

Massa 

  • 1 pacote de cookie de castanha de caju e castanha-dopará, sem glúten 
  • 1 colher de sopa de gordura vegetal 

Recheio 

  • 1 xícara de chá de leite condensado, sem lactose 
  • 2½ xícaras de chá de queijo cottage, sem lactose 
  • ¾ xícara de chá de requeijão, sem lactose 
  • 1 colher de chá de baunilha (extrato) 
  • 1 ovo 
  • 1 colher de chá de caldo de limão 

Cobertura 

  • ½ xícara de chá de cajá (polpa) 
  • 2 colheres de sopa de açúcar 
  • 1 colher de chá de amido de milho 

Modo de preparo: 

Massa  

  • Triturar os biscoitos. Adicionar a gordura vegetal e misturar, com as pontas dos dedos, até obter uma massa moldável. Colocar em forma de fundo removível.  
  • Assar, em forno pré-aquecido (180°C), por 10 minutos, até a massa ficar dourada. Reservar. Recheio  
  • Bater, no liquidificador, todos os ingredientes do recheio, até a massa ficar cremosa.  

Cobertura 

  • Diluir o açúcar e o amido na polpa de cajá. Cozinhar em fogo brando até ponto napê.  

Montagem 

  • Cobrir a massa pré-assada com o recheio. Assar, em forno pré-aquecido (180°C), por 35 minutos. Congelar por duas horas. Servir com a calda de cajá e adornos de açúcar caramelado (opcional). Utensílios utilizados Bowl; liquidificador; forma de aro removível; panela de fundo triplo; espátula de silicone; colheres; xícaras. 

 

4.Batida de murici  

Bebida alcoólica à base de cachaça e polpa de murici 

Legenda: Batida de murici
Foto: FOTO: ROBSON MOTA

Ingredientes: 

  • ½ xícara de chá de murici (polpa) 
  • 2 colheres de sopa de cachaça prata 
  • 3 colheres de sopa de açúcar cristal 
  • 1 xícara de chá de gelo 

Modo de preparo:

  • Misturar, em uma coqueteleira, todos os ingredientes.  
  • Fechar o recipiente e agitar vigorosamente por 30 segundos. 
  • Dispor em um copo e servir imediatamente (5ºC).  

Utensílios utilizados:

  • Coqueteleira; copo de batida; colheres; xícaras. 

 

Fonte das receitas:  

Biodiversidade Brasileira: sabores e aromas [recurso eletrônico] / Editores Raquel de Andrade Cardoso Santiago, Lidio Coradin; Ministério do Meio Ambiente, Secretaria de Biodiversidade. – Brasília, DF: MMA, 2018. 

Você tem interesse em receber mais conteúdo de entretenimento?