PT oficializa candidatura de Elmano de Freitas para o Governo do Ceará; acompanhe ao vivo

A homologação ocorre em evento realizado no Centro de Eventos, com participação do ex-presidente Lula

Escrito por Theyse Viana, Alessandra Castro, alessandra.castro@svm.com.br

PontoPoder
Elmano de Freitas, Lula e Camilo Santana
Legenda: Elmano de Freitas recebe apoio de Lula e Camilo Santana
Foto: Thiago Gadelha

O diretório do PT Ceará oficializou, neste sábado (30), a candidatura do deputado estadual Elmano de Freitas para disputa pelo Palácio da Abolição. A homologação ocorreu durante convenção partidária, realizada no Centro de Eventos, em Fortaleza, junto com o MDB, PP, PV e PCdoB - estes dois últimos federados ao Partido dos Trabalhadores.

Na ocasião, o PT também homologou a candidatura do ex-governador Camilo Santana ao Senado, assim como as chapas de candidatos aos cargos de deputado federal e estadual.

O evento contou com a presença do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que postula a Presidência da República em uma chapa formada com o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSB) - que não participou do evento.

Camilo elogia Cid Gomes e Izolda Cela

Reforçando a candidatura ao Senado, o ex-governador Camilo Santana discursou em apoio a Elmano. O petista relembrou ações assistenciais realizadas no combate à pandemia de Covid e homenageou a então governadora Izolda Cela. "A primeira governadora do estado do Ceará, que me acompanhou durante 7 anos e 3 meses", frisou.

Durante a fala, emocionado, Camilo cravou, ainda, a aliança e a amizade com o senador Cid Gomes. "Meu amigo, um homem que sempre ajudou o Ceará. Nada será capaz de nos separar", sentenciou o ex-governador.

Apoiadores

Camilo Santana e Elmano de Freitas são carregados nos braços por apoiadores no Centro de Eventos do Ceará
Legenda: Camilo Santana e Elmano de Freitas são carregados nos braços por apoiadores no Centro de Eventos do Ceará
Foto: Thiago Gadelha

Pouco antes das 11h, horário marcado para início da convenção. Elmano de Freitas chegou ao local ao lado do ex-governador do Ceará e candidato ao Senado, Camilo Santana. Eles atravessaram a multidão e foram carregados nos braços pelos apoiadores até o palco.

Eunício Oliveira na convenção do PT em Fortaleza
Foto: Thiago Gadelha

Eunício Oliveira (MDB), que integra a aliança "Vamos Juntos pelo Ceará", também subiu ao palco da convenção ao lado dos petistas Elmano e Camilo. 

O prefeito do município de Caucaia, Vitor Valim (sem partido), somou-se à leva de apoiadores que comparecem à convenção do PT, após questionar retirada de Izolda Cela da disputa à reeleição e declarar apoio a Elmano de Freitas.

Vitor Valim chega à convenção do Partido dos Trabalhadores (PT) após declarar apoio a Elmano de Freitas
Foto: Thiago Gadelha

Presença de Lula

Lula no Ceará
Foto: Thiago Gadelha

A oficialização da candidatura de Elmano ao Governo do Ceará conta com a presença do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que concorre neste ano, novamente, ao maior cargo do executivo do País. Lula chegou ao evento por volta de meio dia, ovacionado pelos apoiadores.

A deputada federal Gleisi Hoffmann, presidente nacional do PT, foi a primeira a discursar durante a convenção. Ela destacou a atuação de Camilo Santana como governador e defendeu a eleição de Elmano como "continuidade do trabalho" em território cerense.

Vistoria na entrada

Do lado de fora do Centro de Eventos, ônibus continuam chegando com apoiadores. Para ter acesso à área interna dio evento, cada pessoa passa por um procedimento de revista com detector de metais. A segurança do evento impede a entrada do público com guarda-chuva e bandeira com sustentação de madeira, por exemplo.

Escolha do nome

O nome de Elmano de Freitas foi escolhido para disputar o comando do Executivo Estadual após o racha entre PT e PDT. Depois que os pedetistas optaram pelo ex-prefeito da Capital, Roberto Cláudio (PDT), em detrimento da candidatura à reeleição da governadora Izolda Cela (atualmente sem partido), o PT, sob articulação do ex-governador Camilo, decidiu lançar uma candidatura própria.

fotografia
Legenda: O nome de Elmano foi anunciado no último domingo (24)
Foto: Divulgação

Em seguida, legendas que compunham o arco de aliança e que também eram favoráveis a Izolda na disputa do PDT resolveram acompanhar o rompimento e se coligar em torno das candidaturas de Elmano e Camilo. Agora, alguns prefeitos pedetistas têm feito o mesmo movimento.

Antes de chegar ao nome do deputado estadual, no entanto, o ex-governador teve rodadas de conversar com aliados e foi buscar a "benção" do ex-presidente Lula, em São Paulo, à postulação no Ceará.

Além de Elmano, outros quadros chegaram a ser ventilados pelos petistas: como os deputados federais José Guimarães, José Airton e Luizianne Lins; os estaduais Fernando Santana e Augusta Brito; e os vereadores Guilherme Sampaio e Larissa Gaspar.

Trajetória

Nascido em Baturité e formado em Direito pela Universidade Federal do Ceará (UFC), Elmano de Freitas se filiou ao PT em 1989, junto com Luizianne Lins. Aliados de longa data, os dois se conheceram na UFC em 1988, quando ainda militavam no movimento estudantil.

Foi ao lado dela, inclusive, que Elmano ganhou destaque como figura política. Em 2008, ele coordenou a campanha de reeleição de Luizianne à Prefeitura de Fortaleza. Na gestão da petista, coordenou a elaboração do orçamento participativo e foi secretário da Educação de Fortaleza.

Nome sempre defendido pela então prefeita, ele foi escolhido como candidato do PT em 2012 para a disputa pela sucessão ao Paço Municipal. Na época, cenário semelhante ao de 2022 pairava sobre aquela eleição. Aliados há seis anos na época, Luizianne Lins e os irmãos Ferreira Gomes romperam na disputa pela Capital, após o grupo governista lançar a candidatura de Roberto Cláudio.

Naquele pleito, no entanto, Roberto era quem aglutinava a maior quantidade de forças, com 13 partidos aliados em torno de sua candidatura, enquanto Elmano detinha cinco. Mesmo com o apoio da máquina, o petista não saiu vitorioso do pleito, tendo obtido 46,98% dos votos válidos (576.435) no segundo turno.

Em 2014, foi eleito pela primeira vez deputado estadual, com 44 mil votos. Em 2016, foi vice na chapa pura de Luizianne Lins numa nova disputa pela Prefeitura de Fortaleza.

Em 2018, foi reeleito com mais de 58 mil votos e, em 2020, foi candidato à Prefeitura de Caucaia, mas não chegou a ir para o segundo turno. Agora, é o candidato do PT ao Governo do Estado.