Datena é convidado a se filiar ao PDT com opção de ser vice na chapa de Ciro Gomes

O jornalista, que se filiou ao PSL em julho, disse estar "analisando de fato" a proposta

Montagem de fotos do apresentador José Luiz Datena e do ex-ministro Ciro Gomes
Legenda: Como o PSL negocia uma fusão com o DEM, que pretende lançar o ex-ministro Luiz Henrique Mandetta (Saúde) como pré-candidato, o apresentador decidiu manter conversas com outras legendas
Foto: Reprodução

O apresentador José Luiz Datena, lançado pelo PSL como pré-candidato à Presidência, recebeu, nesta semana, um convite de filiação partidária ao PDT. A legenda oferece ao titular do programa policial Brasil Urgente, da TV Bandeirantes, a opção de ser vice na chapa do ex-ministro Ciro Gomes.

À Folha, o jornalista disse estar "analisando de fato" a proposta. Ele se filiou à ex-sigla do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em julho.

No entanto, o PSL negocia uma fusão com o DEM, que pretende lançar o ex-ministro Luiz Henrique Mandetta (Saúde) como pré-candidato. Por isso, Datena decidiu manter conversas com outras legendas.

"Eu acho que todo mundo está conversando com todo mundo. Eu sou novo nesse negócio de política, e nas outras vezes que tentei entrar na política comecei a entender o método das pessoas", afirmou o apresentador.

Projetos do partido para Datena

Ao Estadão/Broadcast, o presidente do PDT, Carlos Lupi, contou que, além dar a opção de o jornalista concorrer a vice-presidente, integrando uma chapa com Ciro Gomes na disputa pelo Palácio do Planalto em 2022, falou que ele poderá concorrer ao governo de São Paulo ou a uma cadeira no Senado, pelo Estado.

"Senti que ele gostou da ideia", avaliou Lupi sobre a proposta feita. Segundo o pedetista, apesar de Datena ter se filiado há pouco tempo no PSL, o apresentador se mostrou insatisfeito com o partido devido a problemas internos e não quer permanecer na legenda.

Boa relação

Lupi relatou que Ciro tem uma boa relação com o apresentador e eles já tinham tido conversas informais sobre o tema. Diante do convite oficial, o presidente do PDT disse que Datena "está para decidir", mas nenhum dos dois estabeleceu um prazo para a resposta.

Ciro é sondado como o possível candidato a representar a "terceira via" para o pleito de 2022.

Posicionamentos não são preocupação

Sobre um possível impacto negativo de posicionamentos já feitos a favor de medidas do chefe do Executivo e de entrevistas concedidas, Lupi avalia que isso não é uma preocupação. "Ele é jornalista, entrevista todo mundo", comenta. "Faz parte do jornalismo".

De acordo com Lupi, a escolha de qual cargo Datena pode se lançar depende também das pesquisas eleitorais.