Calendário PIS/Pasep 2022 é divulgado; veja datas

Em 2021, o pagamento do abono salarial foi adiado para aliviar os cofres do governo que teve problemas para fechar o Orçamento 2021

Escrito por Redação,

Negócios
PIS
Legenda: Benefício tem valor máximo de um salário mínimo
Foto: Shutterstock

O ministro do Trabalho e Previdência, Onyx Lorenzoni, anunciou em live nesta segunda-feira, 10, o calendário de pagamentos do PIS/Pasep 2022, ano-base 2020. O pagamento terá início no dia 8 de fevereiro, sendo realizado de forma conjunta pela Caixa e pelo Banco do Brasil.

Ao todo, 23 milhões de brasileiros receberão o abono salarial, somando R$ 21.82 bilhões. A Caixa realizará o pagamento do PIS a 22 milhões de brasileiros e o Banco do Brasil pagará o Pasep a 1 milhão de brasileiros. 

O pagamento será realizado no período de dois meses, entre fevereiro e março, seguindo o mês de nascimento do beneficiário no caso do PIS e o número final de cadastro no caso do Pasep. A exceção serão 107 mil beneficiários que moram em áreas afetadas pelas chuvas em Minas Gerais e na Bahia, que receberão o pagamento no dia 8 de fevereiro independente do mês de nascimento.

O pagamento do abono salarial em 2021 foi adiado após decisão do Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat). O novo cronograma finaliza os pagamentos até o dia 31 de março. Confira o calendário abaixo.

Calendário do PIS 2022

  • Nascidos em janeiro: 08/02
  • Nascidos em fevereiro: 10/02
  • Nascidos em março: 15/02
  • Nascidos em abril: 17/02
  • Nascidos em maio: 22/02
  • Nascidos em junho: 24/02
  • Nascidos em julho: 15/03
  • Nascidos em agosto: 17/03
  • Nascidos em setembro: 22/03
  • Nascidos em outubro: 24/03
  • Nascidos em novembro: 29/03
  • Nascidos em dezembro: 31/03

Calendário do Pasep 2022

  • Final da inscrição 0-1: 15/02
  • Final 2-3: 17/02
  • Final 4: 22/02
  • Final 5: 24/02
  • Final 6: 15/03
  • Final 7: 17/03
  • Final 8: 22/03
  • Final 9: 24/03.

Quem tem direito?

Quem recebeu, em média, até dois salários mínimos por mês com carteira assinada (CLT) e trabalhou por, pelo menos, 30 dias, no ano anterior ao pagamento.

É preciso também estar inscrito no PIS-Pasep há pelo menos cinco anos, com informações atualizadas pelos empregadores na Relação Anual de Informações Sociais (Rais).

Qual é o valor?

No máximo, trabalhador pode receber um salário mínimo, hoje em R$ 1.212. Caso o beneficiário não tenha exercido atividade por 12 meses, é paga uma quantia proporcional ao período trabalhado.

Como sacar?

O abono do PIS pode ser recebido em qualquer agência da Caixa, com apresentação de documento de identificação com foto.

Com o Cartão do Cidadão, o dinheiro pode ser sacado em caixas eletrônicos e lotéricas.

Quanto ao Pasep, os servidores públicos devem procurar uma agência do Banco do Brasil e apresentar um documento de identificação.

Por que o PIS/Pasep foi suspenso em 2021? 

A suspensão do calendário ainda neste ano se deu devido a uma decisão do Codefat em acordo com a Controladoria Geral da União (CGU).  

O benefício que seria pago ainda este ano foi adiado para o ano que vem para aliviar os cofres do governo, que teve dificuldade de fechar as contas para compor o Orçamento 2021 dentro do teto de gastos. 

Segundo números oficiais, o adiamento no pagamento representará uma economia de R$ 7,45 bilhões em despesas neste ano.